Wonder Size – conheça a história dessa designer feminista

ANÚNCIO

“Além de criar uma marca de roupas, o que queremos é transformar o mercado plus size”. Essa é a afirmativa de Marioli Oliveira, uma designer feminista que tem uma história que vale ser compartilhada e conta sobre a Wonder Size. Saiba tudo.

Afinal, esse conteúdo é para quem busca inspiração. Mas, também para quem quer ver uma ideia de negócio na área da moda, das roupas, do mundo feminino, também. Inclusive, o texto abaixo foi compartilhado em uma revista impressa e assinada por ela mesmo, Marioli.

ANÚNCIO

O mercado plus size

A articulista começa o seu texto perguntando o que as mulheres fazem para se vestir no dia a dia. Para muitas, a resposta parece óbvia. Mas, para outra parte, não é bem assim que funcionam as coisas, as roupas.

Ela cita um mundo onde as mulheres plus size não encontram roupas para atividades simples do dia a dia, “como trabalhar, cuidar dos filhos ou até mesmo praticar exercícios físicos”. E completa mostrando os números de uma pesquisa recente.

O estudo diz que 52,4% da sociedade está acima do peso – com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Não é fácil saber que seu tipo de corpo é considerado fora do padrão”, ela diz.

ANÚNCIO

Assim sendo, para ela, viver no dia a dia algumas situações de exclusões e preconceitos, como a de não ter roupas para vestir não é tarefa fácil e pode levar a muitos problemas ainda maiores e, até mesmo, casos graves de doenças. “É o que a gordofobia provoca”.

 As histórias reais

Ainda antes de contar sobre a Wonder Size, ela cita histórias reais, como a de Amanda Momente, que é uma empreendedora que chegou aos 140 quilos após engravidar. Então, a realidade dela se tornou a mesma de milhares de mulheres:

Não tinha roupas que lhe permitissem arrumar a casa com conforto ou fazer ginástica”.

Dessa forma, ela ainda conseguia encontrar uma peça ou outra. Porém, eram pouquíssimas opções. E as que existiam não eram nada confortáveis. Além do que a maioria era escura, “escondiam o seu estilo alegre e colorido”.

Foi assim que ela começou a fazer as próprias roupas. Como assim? Junto com uma costureira, ela começou a produzir peças para fazer ginástica, de modo que fossem confortáveis, coloridas e do jeito que ela gostava. “E sem prejudicar sua performance”.

A Wonder Size

O que aconteceu a seguir é aquela história que comentamos acima, de superação e que se tornou referência para o mercado: só elogias para as peças de roupas novas. Foi assim que ela percebeu que havia uma demanda a ser explorada.

“As suas amigas também se interessaram em ter as suas peças”. Logo, Marioli Oliveira se juntou a ideia e somou a sua experiência de designer para impactar a sociedade – como ela sempre quis fazer.

“Fizemos a Wonder Size, a marca de roupas casual fitness para pessoas gordas que tem a inclusão, a usabilidade e o empoderamento como seus pilares”.

Dessa forma, elas garantem que a demanda é grande – ao menos, bem maior do que parecia ser no começo. E desde o início, a ideia se mantém: “impactar positivamente a vida de tantas mulheres que se percebem à margem desse mercado”.

Os produtos para o público certo

Dessa forma, a marca visa fazer essas mulheres se sentirem bem com suas roupas na hora da ginástica, da academia ou de qualquer exercício físico que vão fazer. “Tornando possível cuidar de seu corpo e saúde com carinho e sem perder a alegria”.

Logo, o sucesso da marca também é apresentado pela inspiração e pelo impacto que provoca na vida das clientes – e não está apenas nos números de vendas, que só cresce. “Muitas delas começam de fato a fazer ginástica por conta das roupas”.

Dessa forma, as empreendedoras garantem que além da saúde do corpo, o assunto é muito importante em outra área também: a autoestima. “Isso faz parte do DNA da marca, as peças são batizadas em homenagem a grandes mulheres da história”.

A criatividade!

Por exemplo, a gente pode citar o caso da legging Joana d’Arc. Se você não a conhece, aqui vai uma breve explicação: ela foi uma grande guerreira francesa. Logo, a peça foi criada para quem quer enfrentar qualquer batalha do dia a dia.

Wonder Size

Tem ainda outra peça, que homenageia Annette Kellerman. Curiosamente, ela é uma nadadora australiana que foi presa no ano de 1907. E adivinhe o motivo: por usar roupa de banho em público.

O futuro da Wonder Size

Toda essa ideia e criatividade levou a marca para o Shark Tank Brasil. “A força da nossa apresentação, aliada à incrível causa e à qualidade das peças, fez com que os investidores se interessassem pela Wonder Size”.

Elas contam que conseguiram conquistar os sharks: Camila Farani, Luiza Trajano e Cristiana Arcangeli. E você pode ver o vídeo da empresa que está disponível no Youtube.

Dessa forma, a marca existe para as mulheres plus size e para todas que querem “malhar de segunda à sexta com mobilidade”. “E também nasceu para quem trabalha o dia inteiro e procura conforto e nasceu só para quem quer dar close mesmo”.

O mercado da moda e do fitnesse

Para terminar, se você não se lembra, considere que já listamos aqui alguns mercados que são crescentes em vendas, especialmente no verão. Entre eles, os de sorvetes. Mas, também falamos de roupas e moda. Leia na íntegra e saiba mais sobre esses mercados em expansão.

ANÚNCIO