Você conhece a Bíblia do Satanismo?

03

Negando as práticas ocultistas, o livro escrito por Anton LaVey, também fundador da Igreja de Satã, afirma que Satã é na realidade uma força da natureza e pode ser invocado com rituais mágicos

01O livro foi publicado originalmente no ano de 1969 e já teve mais de 30 edições, sendo reconhecido como a obra mais expressiva do chamado satanismo ateu.

Ao contrário do que muitos acreditam, a Bíblia Satânica não demonstra o diabo baseado nos ensinamentos cristãos, onde configura-se a imagem de um ser cruel opondo-se a um Deus bondoso, na realidade, no livro de LaVey, Deus e Satã são muitas vezes citados como a mesma entidade.

Para o satanista que segue os escritos de Anton LaVey, Jesus e suas leis de caridade não passam de uma grande mentira, além disso o livro prega que Satanás não almeja adoração, apenas que que cada um viva de acordo com sua própria lei.




As quatro parte da Bíblia Satânica

Na primeira parte do livro, LaVey afirma que os Dez Mandamentos são uma grande farsa, o próprio Satã questiona uma a uma as leis que Javé teria passado a Moisés em tábuas.

Eu exigirei as razões da sua regra de ouro e perguntarei a origem e a finalidade dos seus dez mandamentos.

Aquele que disser que você precisa se curvar a mim é o meu inimigo mortal!

Na segunda parte do livro, formado por um total de 12 capítulos, nos são apresentados os quatro príncipes do inferno, Satã, Lúcifer, Belial e Leviatã, bem como regras de comportamento, onde o hedonismo é considerado uma qualidade.

Sentimentos como o amor e o ódio são discutidos no Livro de Lúcifer, onde orgias são liberadas e até mesmo estimuladas.

A mentira que tem sido inculcada na criança desde pequena no joelho da mãe - é mais perigosa de combater do que contra a sorrateira pestilência!

04

Na terceira parte, no Livro de Belial, são descritos os cultos de invocação, onde supostamente o leitor poderá usá-los para seduzir outra pessoa ou até para arranjar a morte de um inimigo. O livro ainda enaltece a crença no dito popular, “olho por olho, dente por dente”, pois critica a reação de Jesus de dar a outra face quando este foi agredido.agredido.

Por que eu não deveria odiar os meus inimigos [?]… Não somos todos nós animais predatórios por instinto? Se os homens pararem de depredar os outros, eles poderão continuar a existir?… não é a desprezível filosofia da pessoa servil que vira as costas quando chutado?

Odeie seus inimigos… atinja-o dilacerando e desmembrando-o, pois autopreservação é a lei suprema! Quem mostra a outra face é um cão covarde!

Na quarta parte, no Livro de Leviatã para ser mais preciso, dezenove palavras poderosas que podem ser utilizadas em rituais satânicos são enumeradas, para liberar energias muito intensas, até mesmo sacrifícios humanos são permitidos, ensinando também a invocar Satã e a incitar o desejo sexual e a compaixão das pessoas.

 02

Além do livro de LaVey, os praticantes do satanismo são impelidos a conhecer os livros de outros escritores como, Ayn Rand, Friedrich Nietzsche e Maquiavel, cujas livros dão ênfase à obtenção da auto-suficiência a partir do próprio potencial humano.

Receba mais em seu e-mail
Topo