Vida em Marte pode ter sido destruída por bombas nucleares

O artigo de hoje trata-se da declaração de um escritor que após estudos e análises, acabou por dar um motivo para a não existência de “vida” em Marte. A informações são polêmicas e prometem aguçar ainda mais a curiosidade das pessoas.

Há décadas que o homem procura por evidências que comprovem a real existência de vida na superfície do Planeta Marte, no entanto mesmo com todos esses esforços, a verdade é que poucas informações concretas surgiram em todos esses anos de pesquisas.

Mars-3

John Brandenburg é um físico bastante renomado, conhecido por estudar teses que envolvem o universo, o especialista é também escritor, tanto que o seu próximo lançamento está dando o que falar.

Segundo Brandeburg, o homem não encontra vida em Marte por um simples motivo, houveram explosões próximas do planeta que acabaram por destruir qualquer rastro de ser vivo que possa ter vivido por lá.

Além disso, o físico ainda afirma que Marte já abrigou civilizações humanoides, no entanto elas foram aniquiladas através de duas bombas lançadas por outra civilização alienígena. Segundo Brandenburg, a Terra seria o próximo alvo da lista, visto que essa civilização que destruiu a “população” existente no Planeta Vermelho, extermina todas as outras antes que as mesmas desenvolvam tecnologia suficiente para realizar qualquer tipo de contato.

Para finalizar as afirmações do físico, ele garante que existem reais evidências dessas suas bombas. “Por que esses dois desastres ocorreram em uma área tão pequena de Marte?”, questiona Brandeburg.

marte 1

Mais detalhes estarão presentes em seu livro “Morte em Marte: A Descoberta de um Massacre Nuclear Planetário”, que tem lançamento marcado para fevereiro de 2015.

Se você gostou desse artigo, clique em Curtir!

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo