Os 7 passos mais sinceros sobre vender mais na crise

ANÚNCIO

O título desse texto até parece um daqueles chamados que a gente vê em vários anúncios online, não é mesmo? Tudo bem, pode ser. Porém, a ideia aqui não é essa que você está pensando. Na verdade, nós só queremos informar você, pequeno empreendedor.

Isso porque toda e qualquer crise traz uma grande variação de desafios. Para os empresários de menor porte, isso é mais visível ainda. Só que o que não pode acontecer é que esse empreendedor fique apenas lamentando o ocorrido, que, por vezes, é global.

ANÚNCIO

Sendo assim, nós separamos aqui algumas dicas de muita gente que entende todo esse mercado e já passou por várias crises para que esse pequeno empreendedor consiga dar a volta por cima. Afinal, as crises também fazem surgir novas oportunidades, correto?

A gente sempre ouve essa frase, mas nem sempre é fácil entender o que ela quer dizer, na verdade. E hoje também não vamos explicar em detalhes. A nossa ideia é trazer passos práticos sobre o que você pode fazer para não cair na armadilha da crise. Combinado?

1 – Avalie o mercado com outros olhos

É, não tem jeito. Se a gente está passando por crise, a primeira coisa a se fazer é ver o mercado, as vendas, o mundo com outros olhos. Não dá para usar a mesma lente quando o seu grau de miopia aumenta, né? Então, esse é o primeiro passo: seja realista.

ANÚNCIO

Para ilustrar isso, encontramos na rede uma frase de Pedro Leme Fleury, que diz que é importante analisar o período que estamos passando de uma maneira diferente do que vinha acontecendo. “Levando em conta as mudanças no comportamento do consumidor”.

Além de estudar o mercado com cautela.

2 – Esteja no lugar do consumidor

E já que falamos do consumidor, vamos destacar ele aqui, agora. Afinal, ele é o nosso centro das atenções. Ou como diziam os mais antigos comerciais: “O cliente sempre tem a razão”. É mais ou menos por aí onde queremos chegar.

O fato é que se há uma crise para você, com certeza, o consumidor também sentiu algumas mudanças, na pele, literalmente. Por isso, temos que estar ao lado deles para entender o que podemos e como podemos oferecer algo novo.

Nuno Manoel é outro especialista que falou disso na internet. “Os empreendedores devem vivenciar todo o processo de venda e se colocar no lugar do cliente para entender quais são as dificuldades. Assim, poderá encontrar alternativas para melhorar”.

3 – Pense em vender pela internet

Na verdade, esse passo não é nada assim, de outro mundo, né. De qualquer modo, algumas crises servem para acelerar processos. No caso da Covid-19, essa aceleração se deu nas entregas delivery e nas vendas online. Por isso, é um assunto importante.

Inclusive, saiba que para cada nova crise alguns setores serão afetados mais ou menos. No entanto, há de se considerar também a indisposição dos consumidores em saírem de casa, por exemplo. Isso acontece sempre, ainda mais quando um vírus circula na cidade e no mundo.

4 – Busque novas ideias

Vamos lá, o passo 4 é bem o meio desses passos totais aqui. Logo, como você deve ter notado, temos aqui uma sequência de passos, né? Então, falamos de olhar o mercado de forma diferente, de se pôr no lugar do consumidor e pensar nas vendas online.

Agora é hora de falar a famosa frase: “pense fora da caixa”. Ou seja, comece a buscar ideias novas. Pode ser um novo produto para agregar valor para você. Pode ser um serviço diferenciado ou exclusivo. Pode ser uma forma de pagamento, de recebimento, etc.

Aqui não tem como darmos uma dica mais exata porque tudo vai depender do seu mercado, do seu produto, do seu negócio. De qualquer modo, saiba que sempre dá para ter uma ideia diferente para vencer a concorrência. Lembrando que nem sempre é o preço que importa.

5 – Invista continuamente em capacitação

Aqui é aquela dica que nunca sai de moda, nunca mesmo. A capacitação sua, dos funcionários e todo mundo da sua equipe é importante para você conseguir realizar tudo o que falamos acima: desde ver o consumidor, o mercado, pensar diferente.

Saiba porque esse é o momento certo para investir em pessoas na sua empresa

Paulo Alvim é do Sebrae e fala algo nesse sentido. “É fundamental que empresas tenham vidas sustentáveis mesmo depois das crises”. Para ele, a capacitação permite isso. Afinal, a empresa estará sempre preparada para os momentos incertos, assim como os mais certos.

6 – Estude o sortimento de produtos

Essa é uma dica que não a mais valiosa de todas. Porém, a gente tem notado que ajuda muito as empresas de menor porte. Aqui, temos a ideia de ter um sortimento maior dos produtos oferecidos ou dos serviços agregados, se for o caso.

Por que? Porque as demandas podem mudar a qualquer momento. Por isso, “monte o mix adequado para garantir vendas sempre”, aconselha Pedro.

7 – Mantenha-se informado sobre tudo

Para fechar com chave de ouro, o último passo para vender mais na crise e continuar vendendo depois dela também: a informação. Se há algo que podemos aprender é que toda crise tem início, ápice e fim. Então, ela vai terminar.

vender mais na crise

De qualquer modo, vence quem mais se adapta a ela. Por isso, todas as questões acima são importantes. Só que para conseguir entregar esses resultados, você tem que buscar informações, conhecimento e estudar muito. É assim que fechamos esse artigo: estude.

ANÚNCIO