Veja 5 sites para trabalhar de casa como freelancer

Tem muita gente que tem o sonho de trabalhar de casa como freelancer. Isso permite não apenas ganhar um dinheiro extra, como também fazer uma boa fonte de renda para ajudar no orçamento da família.

No entanto, mesmo com as vantagens da internet, nem sempre é fácil encontrar tais trabalhos que podem ser feitos à distância, sem precisar sair de casa. A ideia deste conteúdo é ajudar nesse quesito mesmo.

Aqui, selecionamos as principais e mais usadas plataformas que permitem encontrar profissionais que prestam tais serviços e prestar o serviço para clientes e empresas. Assim sendo, são vagas das mais variadas, desde redação até revisão, diagramação, fotos, etc.

1 – Freelancer

A gente não poderia começar de outra forma, exceto para falar do Freelancer.com.br, que é um dos principais sites para quem trabalha de casa no Brasil. Mas, saiba que ele é um site internacional, que tem uma versão totalmente em português.

Assim sendo, entre as vantagens está o fato de ser uma alternativa confiável para quem tem serviços digitais, online ou que podem ser feitos no formato home office. O lado ruim é que por ser tão conhecido assim, acaba que tem uma concorrência grande também.

ANÚNCIO

Sendo assim, considere que na versão gratuita existe uma restrição de jobs mensais, que é de 8. E, infelizmente, você começa pagando 10% para a plataforma de tudo o que faturar. Mas, dá para pagar o pacote e ter mais benefícios também.

Entre os preços dos projetos, você pode pagar 9 dólares para um anúncio destacado, urgente ou 19 dólares para quando for confidencial. Saiba mais no site.

2 – 99 Freelas

O próximo dos sites para trabalhar de casa como freelancer é o 99 Freelas, que também está entre os mais conhecidos. A interface é simples, intuitiva, objetiva e totalmente gratuita. O cadastro é de graça também e fazendo ele, você já pode enviar as suas propostas.

No entanto, o site fica com 10% e mais R$ 0,40 de comissão sobre o valor que for aprovado. Se a entrega não for aprovada e não tenha acordo entre as partes, então, o cliente recebe o dinheiro de volta.

Também existe a opção de ter um plano pago, que custa R$ 9,90 mensais. Ele permite que você concorra a projetos exclusivos e que dê destaque nas propostas. Entre os principais trabalhos apresentados temos: redação, marketing, vendas, programação, design.

O legal é que o profissional também recebe notas, avaliações, pontos e é classificado em um ranking. Isso tudo varia conforme o trabalho é entregue.

3 – Workana

A verdade é que o Workana não está entre os mais conhecidos do Brasil. Porém, está entre os mais amados. Quem é usuário costuma falar muito bem dessa plataforma. E ela é muito indicada para áreas como de multimídia, conteúdo, SEO, vídeos, etc.

Um dos atrativos é que o site tem um app gratuito que ajuda o profissional a registrar as suas tarefas. Ele também é útil para o cliente acompanhar o tempo de trabalho que foi dedicado naquele projeto e as etapas na qual ele foi realizado.

O sistema de busca também é eficiente e a comunicação é feita integralmente pela plataforma. Como as outras opções, esse é um dos sites para quem quer trabalhar de casa como freelancer que dá uma pontuação para cada profissional.

Assim sendo, a avaliação é usada como base para quem vai contratar. Os níveis são divididos entre Bronze, Iniciantes, Gold, Silver, Hero, Platinum. Os pagamentos são feitos no Workana e as comissões vão até 15%. O plano básico é grátis e tem os pagos (4,99 e 24,99 dólares).

Para quem indica um novo amigo, que vira cliente, tem a recompensa financeira de 25 dólares. Para saber mais sobre a plataforma, você só precisa ir até ela e pesquisar o assunto de interesse.

4 – Prolancer

O Prolancer é famosinho também. Para se ter uma ideia, até hoje já foram publicados lá mais de 33 mil projetos, sendo que o banco de dados tem mais de 37 mil empresas com cadastro ativo e outros 230 profissionais que atuam de forma frequente.

A plataforma tem uma interface simples, que pode ser usada por todo mundo que quer atuar como freelancer. Existem várias plataformas que são gratuitas e colaborativas, como as videoconferências e o sistema de mensagens.

Você também pode gostar de ler: Veja como trabalhar de casa com a Netflix 

Do lado financeiro, o cadastro é gratuito também. Mas, a conta premium é bem em conta, sendo que fica em R$ 10,90 mensais. Isso vai permitir projetos exclusivos, algumas seleções de categorias e propostas ilimitadas.

Quanto às comissões pagas ao Prolancer, elas ficam em torno de 5% para os usuários Premium e 10% para quem em o plano básico. No site, entre os profissionais mais procurados temos: programadores, designers, especialistas em SEO, desenvolvedores, marketing, etc.

5 – Nearjob

trabalhar de casa como freelancer

O próximo dos sites que temos aqui, que é indicado para quem busca trabalhar de casa como freelancer, é o Nearjob. Assim sendo, ele é uma referência nacional, sendo que em 2014 foi incorporado ao Freela em uma parceria de sucesso.

O cadastro é gratuito e sem cobranças de valores mensais ou pacotes de assinaturas ou lances. Assim sendo, a cobrança acontece através das comissões, que é de 5% sobre cada proposta aceita. Os pagamentos são garantidos pela plataforma, o que dá segurança ao profissional.

Entre os diferenciais está o fato de ter um blog atualizado com notícias sobre várias profissões, como aquelas que atuam como vendas, marketing, engenharia, conversação, escrita, business, etc.

ANÚNCIO