Título de capitalização ou renda fixa – entenda as diferenças

ANÚNCIO

Quem está visando um objetivo no médio ou longo prazo, acaba considerando que existem algumas maneiras inteligentes de guardar dinheiro para isso. Nessa situação, elas podem ficar com dúvidas sobre o título de capitalização ou renda fixa.

Geralmente, são alternativas escolhidas para quem está pensando em fazer coisas do tipo: viagens, trocar de carro, fazer a festa de casamento, comprar um video game ou um celular mais moderno, entre outras metas.

ANÚNCIO

Porém, há diferenças bastante simples e drásticas entre essas duas opções de produtos financeiros atualmente disponíveis no Brasil. Abaixo, vamos explicar cada uma delas e vamos mostrar esses pontos que as diferem. Continue lendo e entenda tudo.

Os títulos de capitalização

Os títulos de capitalização nada mais são do que ativos programados em um tempo especifico e pré-determinado. Sendo assim, o pagamento total é feito parceladamente, todos os meses. Durante a validade, o indivíduo participa de sorteios e pode ganhar prêmios.

Ao final do período, mesmo que não tenha sido sorteado, ele poderá resgatar tudo o que investiu ou, ao menos, uma parte do que foi aplicado – quando faz o resgate antecipado.

ANÚNCIO

A renda fixa

Os investimentos em renda fixa são aqueles que ficam na categoria de aplicações ideais para quem quer investir dinheiro sem correr riscos de perda. Geralmente, são conservadores. Há vários tipos de renda fixa, como as prefixadas, que possuem uma taxa fixa durante o período.

Sendo assim, ao final do período contratado, o investidor recebe tudo o que foi aportado e mais os juros combinados (que pode ser prefixado, baseado na Selic, na inflação, etc).

É melhor o título de capitalização ou renda fixa?

É claro que cada pessoa tem o direito de escolher o produto que achar mais conveniente. Por exemplo, os títulos de capitalização são de fácil acesso, são descontados mensalmente da conta corrente da pessoa e tem valores baixos.

Porém, do ponto de vista financeiro, parece não haver dúvidas de que a renda fixa é melhor. Sem contar que também pode ter valores baixos, a segurança do banco e ser simples de ser comprada – por meio de bancos ou corretoras, especialmente.

Abaixo, trouxemos alguns tópicos que são importantes para quem investe dinheiro pensando em objetivos como os que citamos acima, que são de médio e longo prazo.

Jogos e investimentos

A primeira coisa é entender que um título de capitalização é vendido pelos bancos como se fossem jogos de loteria. Especialmente quando eles falam em “chances de ganhar prêmios”. No caso da renda fixa, você não ganha prêmio, mas recebe, com certeza, juros.

Logo, há uma grande diferença entre apostar e investir. Pense nisso.

Rendimentos e aportes

Na capitalização, o cliente vai receber tudo o que investiu somente se “aguentar” esperar até o término do período. Em caso contrário, ele pode até mesmo receber menos do que aportou durante todos os meses de pagamento.

No caso da renda fixa, a história é outra. Se sacar os recursos antes do prazo combinado, o cliente não perde nada. Ele pode perder rentabilidade, mas sempre vai receber tudo o que investiu. O que vai mudar é o valor dos juros que receberá, entende?

Impostos e tributos

O título de capitalização tem a cobrança do imposto de renda, que segue uma alíquota geral de 20% sobre os ganhos, quando existirem. Além do mais, em caso de sorteios, o seu prêmio é deduzido em 25% que vai para a Receita.

No caso da renda fixa, a maioria dos ativos também possui o imposto. Mas, conforme o prazo (quando acima de 2 anos), eles incidem apenas em 15% do rendimento. Aliás, hoje em dia há opções isentas do IR, como LCI e LCA.

Aplicações e facilidades

Quanto às aplicações, seja no título de capitalização ou renda fixa, o cliente tem a chance de escolher valores que cabem no seu bolso. A diferença é que na capitalização ele é obrigado a pagar mensalmente. Na renda fixa, só aporta quando tiver o dinheiro disponível.

Além disso, a facilidade pode ser vista como problema porque se a capitalizar debitar o valor da conta e ela estiver zerada, o cliente vai entrar no cheque especial, que é um empréstimo com juros altos. Na renda fixa, o cliente tem que investir manualmente, o que pode ser bom.

Para você, qual é o melhor?

O título de capitalização ou renda fixa?

No fim das contas, por mais que pareça que fomos bem fieis em defender a renda fixa, saiba que o título de capitalização também pode ser uma boa ideia para você que quer guardar dinheiro e não tem muita organização para isso.

Título de capitalização ou renda fixa

O importante mesmo é você considerar que para um mesmo objetivo você pode ter opções melhores e mais rentáveis no mercado – até mesmo porque são seguras.

Inclusive, um jeito de saber se você está fazendo uma escolha certa é você simular os produtos bancários e financeiros. Então, se há uma dica final que podemos dar é você ir no seu banco e pedir a simulação de ambos os produtos.

Leia também:

Para antecipar a conversa, independentemente do tempo de investimento, você vai ver que a renda fixa vai dar mais juros para você do que a capitalização. Até mesmo porque para ela dar juros seria preciso ganhar prêmios e isso depende de sorte.

Na renda fixa, tudo depende da sua organização para investir mensalmente e não de sorte.

ANÚNCIO