Conheça os 2 melhores tipos de empréstimos para MEI

Conseguir um empréstimo nos dias de hoje não é tão fácil como em outrora, principalmente para pessoas físicas. No entanto, a história muda quando falamos dos MEIs. Inclusive, neste conteúdo você vai conhecer mais das opções e dos tipos de empréstimos para MEI.

Isso porque o Microempreendedor Individual (MEI) vem recebendo um forte incentivo do governo com a justificativa de dar um up na economia dando aquele empurrão que os pequenos empresários também precisam para começar sua jornada.

Com essa informação em mãos, agora basta você ter uma boa ideia para seu negócio e procurar algum empréstimo que esteja dentro do seu bolso e dos seus planos. Mas, antes de solicitar o crédito ou fechar o contrato, conheça algumas opções que temos no mercado.

Os padrões do MEI

Vamos entender se a sua empresa está nos padrões específicos para ser denominada MEI – antes de dar mais um passo em busca de um empréstimo para microempresas.

A coisa mais importante que você precisa saber é que um microempreendedor é autônomo e seus vencimentos não podem superar R$ 81.000,00 por ano. Mesmo sendo o detalhe principal existem outras regras que requerem uma atenção especial.

ANÚNCIO

O microempreendedor pode registrar apenas um funcionário, ter um único estabelecimento, não possuir sócios, sem empregado e não praticar qualquer atividade impeditiva ao Simples Nacional.

Inclusive, para pedir esse crédito você precisa ter o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e estar com a situação cadastral ativa na Receita Federal. Portanto, só pode pedir empréstimo de MEI, obviamente, quem é um MEI.

Como funciona o empréstimo para MEI

Para conseguir pedir um empréstimo, independente do ramo, é preciso apresentar um projeto informando que aquele dinheiro será investido apenas para beneficiar a sua empresa. Em muitos casos, isso não é obrigatório, mas torna-se um diferencial para a aprovação.

O próximo passo é fazer uma pesquisa bem criteriosa para escolher a instituição que lhe fará o empréstimo, analise todas as condições impostas e avalie se conseguirá cumprir todas. Quase todos os grandes bancos disponibilizam empréstimos para pequenas empresas.

A vantagem de ser MEI é reduzir as taxas de juros quando for solicitar o empréstimo. E se ainda, a modalidade que você escolher for justamente do empréstimo com garantia, as taxas vão baixíssimas – já que essa forma de empréstimo, normalmente tem taxas muito pequenas.

Agora que você já conhece tudo isso, o próximo passo é entender quais são os tipos de empréstimos para MEI que existem no mercado. Só assim você vai entender que um vai ser melhor do que o outro para a sua atua situação.

Os tipos de empréstimos para MEI

Existem muitos tipos de empréstimos que podem ser feitos por um Microempreendedor Individual e como já dissemos, eles possuem mais vantagens e preços mais acessíveis que os convencionais.

Vamos mostrar agora 2 exemplos para você entender melhor como funciona cada um deles.

1 – Cartão BNDES

A primeira opção é o cartão BNDES. Seu limite total de empréstimo é de R$ 1 milhão, lembrando que suas taxas de juros são inferiores a outras formas realizadas no mercado. Essa operação é efetuada no cartão é automático, ou seja, precisa ser paga em 48 parcelas fixas.

É exigido para esse empréstimo ter um CNPJ brasileiro e um faturamento de no máximo R$ 90 milhões. Com esse dinheiro é permitido comprar máquinas, insumos e matérias-primas, desde que o fornecedor esteja no catalogo do BNDES.

2 – Refinanciamento

Nossa outra sugestão é o empréstimo com garantia de imóvel, popularmente conhecido como refinanciamento. Essa modalidade é indicada para saldar contas da sua empresa, evitando de retirar do seu conforto ou reservas pessoais.

Os juros são os menores comparando com qualquer outra linha de crédito convencional. Vale ressaltar também que o valor a ser retirado pode ser bem grande, podendo ir até 60% do valor do imóvel. Ou seja, se a sua casa valer R$ 200 mil, o empréstimo é até R$ 120 mil.

Outra vantagem é que seus prazos são bem distantes, com limite de até 30 anos para ser saldado de forma integral. A desvantagem, é que seu imóvel será transferido de forma indireta para a financeira. Bem, deste que pague em dia, não terá problemas.

Quanto eu devo pedir empréstimo?

Saber o valor exato para fazer um empréstimo é um dos segredos de um MEI saudável. Empreendedores com pouca experiência erram normalmente por excesso ou falta de dinheiro.

O problema de você de pedir menos do que precisa é não resolver o problema antigo e ainda gerar um novo. Por exemplo, na reforma você não conseguirá acabar o projeto e não conseguirá as melhores condições – mesmo que conheça os tipos de empréstimos para MEI.

No caso de pegar mais do que precisa, acabará tendo que investir em algo que não seria importante para sua empresa, pois não é se pode devolver, guardar e muito menos gastar para outros fins. Além de acontecer de não conseguir pagar tudo aquilo que pegou.

Faça uma pesquisa e um plano para pegar apenas aquilo que vai precisar. Os profissionais do SEBRAE estão sempre dispostos a ajudar nessa situação.

Sobre o MEI, leia também:

Organize suas finanças

Por último, considere a importância de avaliar o momento certo para pedir o empréstimo, pois nem todo momento é propicio. Por exemplo, se estiver investindo e sem lucros ainda, talvez seja melhor esperar os resultados para saber sua liquidez.

Além do mais, faça uma previsão completa de crescimento, expectativa de lucro e formas como irá quitar esse empréstimo. Tudo isso lhe dará uma segurança bem maior para fazer a operação.

tipos de empréstimos para MEI

E nunca subestime as taxas de juros

Você também deve considerar as taxas de juros, independente dos tipos de empréstimos para MEI que você conheça ou vá solicitar ao banco. Isso porque sem controle você pode acabar tendo um grande prejuízo e levar sua empresa a falência.

Para se ter uma ideia, no caso do cartão do BNDES, a taxa parte de 1,05% ao mês. Mas, esse é só um exemplo para ilustrar as condições. Na verdade, você sempre tem que pesquisar sobre a taxa de juros ou tarifas antes de fechar qualquer contrato.

ANÚNCIO