Minilua

Os terríveis tubarões esquecidos

Normalmente, quando falamos de tubarões, nós pensamos no tubarão branco, aquela grande máquina de matar que domina os oceanos do mundo. Mas esse gênero é muito grande e mais diverso do que você imagina:

Tubarão-boca-grande

Descoberto apenas em 1976, esse tubarão é bem diferente de seus companheiros. Ele possui uma boca gigantesca e vive em águas muito profundas. Apenas 36 vezes o ser humano se encontrou com tal animal, que possui um aspecto estranho. Com a pele sendo escura e uma boca descomunal, esse bicho se alimenta de plâncton. A boca grande é justificada por sua alimentação, pois ele fica andando com ela aberta e captando pequenas quantidades de plâncton e medusas.

Esse tubarão pode chegar aos 5 metros e pesar mais de uma tonelada:

Tubarão fantasma australiano

Encontrado na Austrália e Tasmânia, esse tubarão é um dos seres aquáticos mais estranhos do mundo. Com uma pequena tromba, ele esconde uma estranha boca, que lembra um fantasma, por isso o nome.

Esses animais vivem há no máximo 200 metros de profundidade e se alimentam de crustáceos. Os casos trágicos envolvendo eles e humanos são raros, apesar do contato ser constante, pois muitas vezes eles acabam na rede de pescadores.

Tubarão duende

Esse animal misterioso é raramente encontrado, tendo pouco mais de 30 casos de avistamento. Na grande maioria das vezes, apenas o corpo dele sem vida é achado. Acredita-se que ele viva em vários Oceanos no mundo todo, a uma profundidade de 1200 metros.

Sua coloração externa é roxa devido aos vasos sanguíneos aparentes, pois sua pele é praticamente transparente. Esse animal não enxerga quase nada, pois no local onde vive não há muita luz. Para localizar suas presas, esse tubarão possui um sistema de sensibilidade na ponta no nariz, que lhe permite encontrar tudo que precisa no escuro.

O tubarão duende pode chegar aos 5 metros de comprimento e come diversos seres vivos que habitam águas profundas. Um dos últimos encontros com esse estranho ser ocorreu no Brasil, mais precisamente no Rio Grande do Sul, onde um corpo foi encontrado na costa.

Tubarão charuto

Também conhecido como tubarão cortador de biscoito, esse estranho tubarão vive a mais de 3 mil metros de profundidade, mas a noite ele sobe para perto da superfície.

Sua estratégia de ataque conta com uma boca diferente de tudo. Como uma sanguessuga, ele se gruda na vítima e seus dentes fazem um movimento circular, cortando um pedaço da vítima, exatamente como aquelas forminhas de biscoito, por isso do apelido.

Existem pouquíssimos relatos de encontros com esse ser, mas não é tão incomum que pessoas sejam mordidas por ele em lugares onde as águas do oceano são quentes.