PROPAGANDA
PROPAGANDA

Aviso: a Terra atinge níveis catastróficos de dióxido de carbono! O mais alto da história

PROPAGANDA

PROPAGANDA

A poluição de todo o planeta tem sido uma questão latente há algumas décadas, mas muitos pensam que é uma mentira e que nada vai acontecer, apesar de constantemente vermos os efeitos, que se justificam dizendo que é parte do “avanço da civilização”.

Segundo dados do Observatório Mauna Loa, no Havaí, as concentrações de dióxido de carbono registradas nos últimos 11 e 12 de maio de 2019 são as mais altas dos últimos 800.000 anos, com 415,26 partes por milhão (ppm).

Aviso: a Terra atinge níveis catastróficos de dióxido de carbono! O mais alto da história

Eric Holthaus, meteorologista, disse que estamos diante de um “planeta que não conhecíamos”, porque nem mesmo com o desenvolvimento da agricultura, 10 mil anos atrás, o nível de gases do efeito estufa subiu tanto.

As conseqüências disso são que o ciclo de resfriamento natural da Terra é dificultado, de modo que o calor é “aprisionado” e a temperatura aumenta gradualmente, o que é conhecido como aquecimento global. É semelhante a estar em casa no verão, sem ar condicionado e sem poder abrir portas e janelas.

Nosso planeta aumentou a temperatura um grau centígrado, que parece que nada, mas é uma questão global, o que significa que se ganhar um grau a cada década, teremos grandes colapsos no Ártico, elevando o nível do mar em até 50 centímetros, o que coloca em risco muitas populações costeiras.

Aviso: a Terra atinge níveis catastróficos de dióxido de carbono! O mais alto da história

Graças ao desmatamento, à caça excessiva, centenas de espécies já desapareceram e outras estão em vias de extinção, e com o aumento da temperatura a previsão não é boa, já que se espera que até 13% dos ecossistemas que nós conhecemos desapareçam, o que terminaria com 8% dos vertebrados no planeta, assim como 16% de todas as plantas. Isso também gerará a disseminação de doenças, a seca em alguns lugares, e grandes tempestades em outros locais, com mudanças nos períodos usuais de chuva, o que implica em sérios danos à agricultura e à maneira como produzimos alimentos.

Em suma, é uma catástrofe em grande escala, que, se pensarmos bem, daria a Thanos uma razão completa para estalar seus dedos e “limpar” o planeta um pouco, mas como não podemos fazer isso, é possível reduzir emissões de gases para a atmosfera, com indústrias mais responsáveis, jogando menos resíduos de plástico na água, parando com o consumo excessivo dos habitantes deste planeta, entre muitas outras ações, caso contrário, não podemos garantir a nossa permanência neste que tem sido nosso lar e que nos encarregamos de destruir.