Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?

Em 1997, princesa Diana, uma das figuras mais icônicas da década de 90, acabou morrendo em um trágico acidente de carro. Mas será que foi isso mesmo que aconteceu? Algumas evidências mostram que, na verdade, o que aconteceu foi um assassinato, e essa teoria da conspiração conta com bons pontos para ser sustentada.

Diversas testemunhas foram ouvidas no caso, e muitos sinais apontam para um possível envolvimento da família real com o assassinato de Diana, para que a nova vida amorosa de Charles, seu ex-marido, fosse aceita mais facilmente pelo público. Confira aqui tudo o que se sabe sobre essa teoria da conspiração.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

Confira estas informações no artigo:

  • O casamento infeliz de Diana e príncipe Charles;
  • O casal formado com Dodi Al-Fayed;
  • Carta de Diana já mostrava medo por possível acidente forjado;
  • O dia do acidente e a morte de Diana;
  • Circunstâncias do acidente eram idênticas a plano para matar presidente sérvio;
  • Motorista pode ter bebido no dia do acidente.

Casamento não muito feliz de Diana e Charles

Para entender as possíveis motivações da família real em atentar contra a vida de Diana, é necessário voltar um pouco no tempo. Em 1981, a jovem princesa estava se casando com príncipe Charles, uma das figuras mais importantes da época. No entanto, não foi um período feliz.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

Os dois até mantinham boa relação, e, ao menos no início, não protagonizavam escândalos públicos. Isso só durou algum tempo, pois após algumas cartas e ligações de Diana serem reveladas, foi descoberto que Charles não era um marido tão fiel quanto se esperava.

No meio de uma crise conjugal, ambos resolveram se divorciar, em dezembro de 1996. Terminaram de maneira amigável, de acordo com o primeiro-ministro John Major. A relação entre os dois deu vida a dois jovens garotos, os príncipes William e Harry.

Charles mantinha relações com Camilla Parker

Enquanto ainda estava casado com Diana, o relacionamento extraconjugal mais famoso do príncipe Charles foi com Camilla Parker, que não contava com a simpatia da grande mídia, já que ambos eram casados durante esse período.

Com isso, a reputação de Charles foi de ruim para péssima. Camilla também não contava com muito prestígio, o que fez com que os amantes fossem duramente criticados. Após algum período, ambos resolveram se casar, mas ainda assim, sob muitas críticas.

Princesa Diana engata relacionamento com Dodi Al-Fayed

Após longos anos de casamento infeliz de Diana com Charles, o casal se divorciou e foi seguir a vida. Charles com Camilla, e Diana com Dodi Al-Fayed, um grande empresário egípcio da época. O novo casal, no entanto, não parece ter agradado muita gente.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

O novo envolvimento romântico de Diana rendeu muitas pautas no mundo das notícias, e muitos dizem que ela já estava grávida de seu novo parceiro. Os boatos começaram a rondar o mundo, no entanto, não parece ter agradado a muita gente.

A família real, por exemplo, não parece ter gostado nada da notícia. Especulações começaram a rondar a mídia, e muitos dizem que a família não aceitaria que a mãe dos príncipes William e Harry também fosse mãe de uma criança muçulmana.

Morte de Diana daria mais sossego para Charles

Outra especulação que ganhou muita força na época é que a morte de Diana traria mais sossego para a vida de Charles. Isso porque, com os escândalos de traição na mídia, a perseguição contra o herdeiro do trono britânico continuava forte.

Porém, caso Diana morresse, o novo relacionamento de Charles não seria mais tão mal visto assim, logo, acabou se tornando do desejo da família real. Lady Di estava em perigo, mas aparentemente, ela já sabia disso.

Carta revela que Diana já temia por um acidente de carro

As teorias começaram a pipocar depois que uma carta, escrita pela própria Diana, vazou na mídia. Nela, a princesa escreve para seu mordomo, e diz temer por ser morta em um acidente de carro, forjado pelo seu então marido Charles.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

A princesa ainda diz acreditar que Barry Mannakee, que foi seu amante, também havia sido morto em um acidente forjado. Diana deixa claro que tinha medo de seu marido causar sua morte, para que a vida de Charles com suas amantes fosse mais “clara”:

“Esta fase particular da minha vida é a mais perigosa – meu marido está planejando ‘um acidente’ no meu carro, falha nos freios e ferimentos graves na cabeça, a fim de tornar o caminho claro para ele se casar com Tiggy”, disse a princesa.

Diana diz que Camilla também estava sendo usada

Apesar de alguns veículos da mídia dizerem que Diana odiava Camilla, a carta mostra que a princesa entende que a jovem, assim como ela, só estava sendo usada por Charles. Confira os trechos referentes:

“Camilla não é nada além de chamariz, então estamos todos sendo usados pelo homem em todos os sentidos da palavra”, disse Diana na mesma carta em que diz temer por um acidente forjado pelo próprio marido. Mal sabia ela o que a esperava dois anos depois.

O dia do fatídico acidente

Em 31 de agosto de 1997, o fatal acidente de carro aconteceu. Diana, seu namorado e Trevor Rees-Jones, guarda-costas, estavam no carro, em companhia de Henri Paul, motorista do veículo. Saíram em uma Mercedes S280, às 0h18 do local. Também usaram um veículo de isca para despistar paparazzis.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

A estratégia não deu muito certo, pois a maioria continuou seguindo o veículo certo. Alguns poucos minutos depois, o carro de Diana entra em um túnel, a 90 km/h, onde acaba batendo de leve na traseira de um Uno e colidindo com uma pilastra logo em seguida.

O veículo teve boa parte de sua carcaça destruída, e assim que Frederic Mailliez, médico, chegou ao local, pôde atestar que tanto Henri, o motorista, quanto Dodi, namorado de Diana, já estavam mortos. Os outros dois presentes no veículo pareciam estar sem maiores complicações.

Morte de Diana é decretada em hospital

Apesar de parecer ter apenas ferimentos superficiais, a situação de Diana era muito grave. Com diversas lesões graves, e muitos ossos quebrados, às 4h da manhã, a então jovem princesa foi declarada morta no hospital Pitié-Salpêtrière.

A morte pegou todos de surpresa, e muitos admiradores da princesa ficaram perplexos com o ocorrido. Quase que de imediato as teorias da conspiração começaram a aparecer, mas, mesmo com muita investigação, até hoje nada disso foi provado pela polícia.

Misterioso flash de luz foi visto no momento do acidente

Muitas das pessoas que estavam no local do acidente, alegam terem visto um misterioso flash de luz no local, o que supostamente teria atrapalhado o motorista a conduzir normalmente e teria gerado o acidente. Coincidência a luz ter aparecido ali? Aparentemente, não.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

Um ex-agente do MI6 (organização de serviços secretos britânicos), alegou que o acidente de Diana conta com circunstâncias idênticas ao de um plano elaborado para matar Slobodan Milosevic, então presidente da Sérvia. Sabe o clarão de luz? De fato era uma arma.

O agente explicou que a luz seria utilizada para fazer com que o motorista não enxergasse nada durante algum momento, o que faria com que ele perdesse o controle do veículo e colidisse com alguma coisa, assim como aconteceu com o piloto de Diana.

O que o único sobrevivente diz sobre o episódio

Trevor, o guarda-costas, foi o único sobrevivente do acidente de carro. Passou por diversos interrogatórios, mas não conseguiram extrair nenhuma informação dele, pois o rapaz simplesmente não se lembra de nada sobre o ocorrido.

Dizem que Trevor era o único no veículo que estava utilizando cinto de segurança, e por isso sobreviveu, mas essa informação nunca foi confirmada  por nenhuma fonte oficial. A sorte do guarda-costas continua o salvando até hoje.

Henri Paul estava bebâdo?

Uma série de exames foram feitos no motorista, e atestaram que Henri estava alcoolizado. No entanto, diversas testemunhas do dia disseram que o piloto parecia perfeitamente bem, o que nos leva a duvidar da veracidade do resultado do exame.

Teoria da princesa Diana: acidente ou assassinato?
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, outro fato que colabora com a hipótese de que Henri estava sóbrio, é que câmeras de segurança filmaram o motorista amarrando os sapatos, e em nenhum momento ele cambaleou ou aparentou estar minimamente tonto, com qualquer tipo de desequilíbrio.

Por conta disso, as suspeitas sobre a veracidade do exame aumentaram ainda mais, mas, mais uma vez, nada foi provado. Até hoje mistérios rondam o caso, e muito pouco das teorias, assim como da versão oficial, foi comprovado pela perícia.

E o motorista do Uno?

O Uno responsável pela primeira colisão do veículo também foi alvo de suspeitas. Muitos acreditam que um paparazzi, mais especificamente James Adanson, havia sido pago para matar a princesa, atrapalhando o piloto da Mercedes durante o trajeto.

Mais uma vez, as investigações não chegaram ao fim, já que James, após se tornar milionário, foi encontrado morto, carbonizado dentro de um carro, com um grande buraco em sua cabeça. O incidente foi registrado como suicídio, mas, mais uma vez, duvidaram muito disso, por falta de evidências.

Caso segue sem resolução até os dias de hoje

A hipótese de ser um acidente forjado nunca foi descartada, porém, nada foi provado até os dias atuais. Investigações são encerradas e retomadas pelo caso, mas mesmo com toda a tecnologia atual, os admiradores de Lady Di continuam sem resposta para o grande mistério de sua morte.