Início Tecnologia

Encontramos as 5 mais incríveis tendências de food service para os próximos meses

É evidente que o número de pessoas que procuram se alimentar fora de casa está cada vez maior. Aliás, elas até podem comer dentro de casa, mas buscam a comida feita fora, em restaurantes, cantinas e toda opção de estabelecimento que trabalha com o food service.

Aliás, a ideia do food service é essa mesmo: oferecer uma alimentação mais prática, e até mesmo mais saudável, para as pessoas que não possuem tempo suficiente para preparar a própria refeição. Afinal, a vida corrida e moderna criou esse mercado tão comum hoje.

Se antes era muito comum almoçar em casa ou jantar, hoje é muito mais comum optar por comer fora ou mesmo aqueles que não têm muito tempo para sair, optam em pagar para levarem a comida pronta em casa, através do serviço de delivery.

No entanto, algumas novas tendências estão ganhando muita força nesse mercado e em breve muita coisa irá mudar, sem dúvidas. Ficou curioso para saber são elas? Acompanhe com a gente essa matéria, que resumo um estudo que fizemos sobre esse mercado em alta.

1 – Alimentos Saudáveis

Talvez você nunca tenha ouvido falar nesses termos gringos: “Wellness-focused” ou “better for you”. Mas, é importante saber o que eles significam. Basicamente, estamos falando sobre consumir alimentos saudáveis.

Já faz um bom tempo que se fala em comer bem, no sentido de ter uma dieta equilibrada. E unir isso com a rotina com exercícios físicos. Na prática, isso ainda não estava sendo transformado em hábito. No entanto, a tendência é que isso finalmente mude.

O número de empresas e estabelecimentos que estão de olho nesse público está cada vez maior. Hoje, já são muitos os produtos naturais e os alimentos orgânicos no mercado. Se a desculpa era a falta de opção de onde comprar, saiba que ela já está caindo por terra.

2 – Consciência Ambiental

Seguindo essa ideia de se preocupar com a saúde do corpo comendo bons alimentos e criando uma rotina de exercícios, existe uma forte tendência em também pensar na natureza.

Assim, a consciência ambiental também vem pautando muitas empresas, não só para agradar clientes, mas também parar produzir alimentos que não prejudiquem tanto a natureza. Algumas frentes estão se destacando mais nesta busca constante por sustentabilidade.

Entre elas, reutilizar o máximo possível dos produtos, gerando assim menos lixo e mais lucro, pois o desperdício também irá cair ao mesmo passo.

Além disso, as empresas estão preferindo usar mais materiais recicláveis, mas que sejam reaproveitáveis ou advindos de processos menos agressivos ao meio ambiente. E ainda tem dois termos mais modernos que estão fazendo sucesso: economia circular e logística reversa.

3 – Comportamento de Consumo

Os millennials são aquelas pessoas nascidas entre 1980 a 1990. Se você não notou, saiba que temos assim os jovens e adolescentes que foram tal grupo. Eles são chamados de novo milênio. E representam um novo comportamento de consumo.

Uma pesquisa da McKinsey revela que esses Millenials são 4 vezes mais propícios que a não comprar produtos de grandes empresas de alimentos que gerações mais velhas, como os Baby Boomers.

Isso acontece porque esses consumidores mais jovens gostam muito mais de fazer pesquisas, não levam muito em consideração o marketing convencional e sim a opinião de amigos. Além disso, acreditam muito nas novas marcas, culminando em uma menor fidelização.

Essa mudança de atitude ajuda muito a explosão de aplicativos de comida e startups.

4 – Pequenos Negócios

Ainda levando em consideração essa particularidade dos Millenials, considere que aquelas empresas menores tendem a ganhar um grande espaço no mercado, que são as preferidas desse público.

Mas, não são apenas elas que estão se aproveitando dessa situação, as maiores empresas do e-commerce em contrapartida também crescem bastante. O grande crescimento da Amazon, do empresário Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, ilustra muito bem isso.

A forma como essas empresas atuam mudou, assim, tornando-se muito atrativa para os Millenials. Logo, dá para notar que houve mudança de preços, na comodidade, na rapidez e até mesmo na categoria dos produtos.

5 – Novas Tecnologias

E para finalizar a nossa lista de tendências para food service precisamos falar sobre novidades que vão ser muito usadas daqui há alguns meses. São elas: IoT (Internet of Things), big data e inteligência artificial.

De uma forma mais simplificada, essas novas tecnologias foram criadas com a intenção de garantir ofertas de itens e também de serviços de forma mais seguras para os clientes. Ou seja, mais transparência no valor cobrado.

Algumas empresas já estão investindo nisso, mesmo que ainda apenas numa etapa inicial, estão conseguindo ter bons resultados com o IoT, que é uma tecnologia que atua na coleta de informação dos consumidores facilitando o reabastecimento de produtos.

Por outro lado, o custo para investir nelas ainda é bem caro. Além do mais, elas ainda estão sendo testadas. Porém, o que temos visto é que com o avanço dos estudos, não há dúvidas de que todas essas inovações vão aparecer em todos os estabelecimentos food service em breve.

Mais sobre o food service

Aqui no MiniLua, a gente já trouxe 2 vezes esse mesmo tema, do food service. Um foi para falar sobre as formas de receber pagamentos dos clientes para quem empreende nesse mercado. E outra foi para falar exatamente como o mercado de food service pode ser lucrativo para os novos empreendedores. Confira esses conteúdos também.