Veja como usar a tabela do seguro desemprego

A tabela do seguro desemprego serve para deixar claro aos beneficiários quais são os valores e como calculá-los com base em cada salário.

O seguro desemprego é um benefício que ajuda o trabalhador que acabou de perder seu emprego. Dessa forma, o valor pode variar de acordo com seu tempo de trabalho e a partir do fato se ele já recebeu o seguro outras vezes ou ainda não.

Veja como usar a tabela do seguro desemprego

Nem todo trabalhador que foi dispensado tem direito ao seguro desemprego. Os valores são variáveis. E, para saber esses detalhes e como utilizar a tabela seguro desemprego, continue lendo.

Como funciona o seguro desemprego

Antes de consultar a tabela seguro desemprego é importante que saiba quem tem direito ao benefício.

Recebem o valor quem foi demitido sem justa causa, não tenha nenhum outro tipo de renda própria, não estar vinculado a nenhum outro recebimento de benefício da Previdência.

PROPAGANDA

Outro ponto importante são as regras do seguro desemprego.

As regras do seguro desemprego

Com a Reforma Trabalhista, a exigência de trabalhar por 6 meses para receber o benefício mudou. E também é preciso saber disso antes de ver a tabela geral do benefício.

Agora, ficou assim: para o 1º pedido, é necessário que você tenha trabalhado, pelo menos, por 18 meses; para o 2º, exige-se o mínimo de 12 meses e para o 3º, seis meses.

Seguindo a regra acima, no 1º pedido do seguro desemprego você receberá quatro parcelas caso tenha trabalhado entre 18 e 23 meses nos 36 anteriores.

No 2º pedido, você receberá o benefício também por quatro meses, caso tenha trabalhado de 12 a 23 meses; ou cinco parcelas se tiver trabalhado acima de 23 meses.

Em caso de ser o seu 3º pedido, o pagamento pode ser em 3 parcelas (entre 6 e 11 meses trabalhados), 4 parcelas (entre 12 e 23 meses trabalhados) ou 5 parcelas (se tiver trabalhado pelo menos 24 meses).

Como receber o seguro desemprego

Com todas as inovações tecnológicas, desde 2017 é possível solicitar o seguro desemprego pela Internet.

Portanto, não é mais necessário comparecer aos órgãos competentes, enfrentar filas congestionadas ou ter de lidar com muitas burocracias.

Agora, é muito mais simples. Mas, para evitar fraudes, você deverá ir até uma agência do Sine pessoalmente validar o pedido.

Pedido online

Para fazer a solicitação do seguro desemprego via internet, acesse o site do programa Emprega Brasil, do Ministério do Trabalho.

Logo na página inicial do site, procure por “Cadastrar”, no menu à esquerda da tela. Em seguida, você será redirecionado para o portal do cidadão.

Após, informe seus dados pessoais e seu cadastro será validado no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

O próximo passo após o cadastro é responder a um questionário sobre seu histórico laboral.

Depois de passar pelo questionário, você receberá uma senha provisória para um primeiro acesso, que deve ser trocada em seguida por uma de sua preferência.

Somente depois dos procedimentos citados anteriormente é que terá acesso aos serviços do site Emprega Brasil, sendo que um dele é a opção “Solicitar seguro desemprego”.

Para ir diretamente na área de solicitação de seguro desemprego, clique aqui e realize seu cadastro.

Tabela do seguro desemprego

Como já mencionado, a tabela do seguro desemprego foi criada para facilitar a organização das informações sobre o seguro desemprego.

Nela, você encontra as faixas de salário médio para embasar os cálculos e o valor da parcela (em porcentagem).

Desta forma, você identifica em qual faixa de salário você se encaixa e multiplica o valor pela porcentagem indicada.

Há alguns sites que fazem esse cálculo automático.

Você pode clicar aqui e consultar através da Calculadora Fácil.

Há outras opções também. No site da Caixa você pode conferir alguns conceitos, tirar dúvidas e conhecer o aplicativo Caixa Trabalhador.

PROPAGANDA