Superpoderes animais #6

Para sobreviver, os animais precisam desenvolver técnicas para caçar e se esconder a todo tipo de artimanhas, mas algumas vezes eles desenvolvem maneiras de fazer certas coisas que mais parecem superpoderes:




Dragão de Komodo

dragao-de-komodo-2

O Dragão de Komodo é um dos animais mais assustadores do planeta. Pesando até 166 quilos e podendo medir mais de 3 metros, esse “superlagarto” é incrível.

Sua pele é uma espécie de armadura reforçada, mas a grande arma desse bicho fica dentro da boca. A língua do dragão de komodo é uma grande criação de bactérias, tanto que uma mordida dele quase sempre é fatal para seus inimigos, pois as infecções geradas são gigantescas. Até hoje os cientistas ainda não entendem direito como esse ser consegue sobreviver normalmente com tantas bactérias malignas vivendo em sua boca.




Camarão-de-estalo

Alpheus formosus

O camarão-de-estalo poderia ter um nome melhor, pois seu poder é tão incrível que surpreende a todos.

Quando ameaçado, esse bichinho com pouco mais de 4 centímetros consegue fazer um barulho tão alto que pode ser confundido com um tiro de uma arma de grande porte. Com uma garra incrivelmente rápida, ele gera um efeito chamado Sonoluminescência, que é a criação de luz causada pela implosão de bolhas de ar dentro da água.

O movimento da garra do animal gera uma pequena bolha, que se implode rapidamente. Isso, de alguma maneira, gera um pico de luz. Durante muitos anos, ninguém sabia desse fenômeno, pois a luz emitida sumia tão rápido que não podia ser captada, mas as tecnologias mais atuais ajudaram no processo de entendimento do fenômeno.

Mesmo assim, ninguém sabe ainda exatamente porque a luz aparece, só que ela surge devido a uma movimentação extremamente rápida.




Cupim de Guiana Francesa

cupim

Na natureza existem alguns exemplos de seres, como as abelhas, que são capazes de realizar ataques suicidas contra seus inimigos. Mas os cupins de Guiana têm uma forma totalmente diferente de suicídio.

Durante toda sua vida, esses cupins vão guardando dentro do próprio corpo diversas toxinas. Quando o ninho é atacado por alguém, os cupins mais velhos assumem a liderança de ataque e partem para uma luta sem volta. Quando chegam perto da ameaça, esses cupins se explodem contra o inimigo, espalhando a toxina, em um ato suicida.




Lagarto Basilisco

basilisco

O lagarto basilisco é um ser que consegue fazer uma coisa que muitos consideram como sendo um milagre: Andar sobre a água.

Por ter patas traseiras com uma grande área escamosa, esses seres conseguem criar um bolsão de ar, assim quando seu pé toca na água, acaba não afundando.

O ar comprimido no movimento de descida do pé, cria uma espécie de chão provisório, que dura apenas alguns centésimos de segundo. Mesmo assim, o animal consegue usar esse chão provisório para impulsionar a perna para o próximo passo.

Unindo essa rapidez na perna junto com seu peso baixo, o lagarto basilisco consegue chegar a andar 20 metros em cima da água.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo