O suicídio do golfinho

Os animais vivem a cada dia buscando sua sobrevivência acima de tudo. Muitas vezes, temos a impressão de que apenas uma boa comida e um descanso os deixam felizes, mas eles são seres mais complexos do que isso e, da mesma maneira que nós, a depressão pode levar esses animais a situações extremas:




A vida de astro

1838

Ao contrário dos humanos, que vivem em busca da fama, os animais vivem para sobreviver e quando um deles acaba sendo selecionado para fazer um filme ou seriado, isso pode causar sérios problemas.

Quando olhamos um filme com animais, existe um enorme processo sobre o qual não pensamos, mas ele é extremamente nocivo e, mesmo quando conduzidos por profissionais, pode trazer diversos problemas de saúde para os animais. Antes de aparecer em um filme, os animais passam por anos de treinamento, tendo que deixar seu habitat natural para trás. Alguns acabam se adaptando muito bem a essa situação, porém nem sempre as coisas vão tão bem…




Suicídio

large_vUc6LKlZvnSu3qTxWx3fJWHuIli

O suicídio é algo “normal” entre humanos, porém não se fala muitos disso em animais. Entretanto algumas espécies são capazes de tirar sua própria vida quando estão tristes ou sofrendo por algum motivo.

Um dos casos mais marcantes de suicídio animal ocorreu com o golfinho que fez o filme Flipper. O animal, que foi treinado por Ric O’Barry, famoso treinador de golfinhos, ficou muito triste após as gravações do filme. Sua tristeza chegou até um ponto, onde ele não aguentou e tirou sua própria vida.

Os golfinhos, diferentemente dos humanos, não respiram no “automático”. Cada vez em que inspiram o ar, isso é feito de maneira totalmente consciente. Por isso, em casos extremos, o animal pode simplesmente parar de respirar e se matar.

Ric conta que estava na beira da piscina, quando Flipper veio até ele, saltou sobre o treinador. Olhando bem nos olhos do homem que o treinou, o golfinho deu seu último suspiro e morreu asfixiado no colo do seu treinador. Após isso, Ric se tornou um defensor dos direitos dos animais, lutando contra as práticas que ele mesmo utilizou para treinar o golfinho.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo