Minilua

O suicídio de Budd Dwyer

A vida política, pelo menos em países sérios, é complicada e pode gerar diversos problemas. Desde acusações falsas até inimigos que o político faz no caminho para chegar ao poder. Essa batalha para estar com o poder nas mãos, as vezes acaba de um jeito trágico:

Budd Dwyer

Budd nasceu em 1929, no dia 21 de novembro. Formado como Mestre em Educação, Dwyer lecionou durante muitos anos, além de ter sido técnico de futebol americano. Com 26 anos, ele iniciou a carreira política e em 1970 estava no Senado dos Estados Unidos, representando o estado da Pensilvânia. Durante essa época, ele ganhou a oportunidade de trabalhar no Tesouro Nacional. Mas o que poderia ter sido o grande avanço em sua carreira, foi onde tudo deu errado.

Nos anos 80, muitos trabalhadores do estado da Pensilvânia investiram no sistema previdenciário federal. Com isso, um sistema precisava ser implantado para controlar todo o dinheiro que estava circulando. John Torquato Jr., usando subornos e influência em diversas áreas, acabou conseguindo que sua empresa recém-comprada, chamada Computer Technology Associates, conseguisse o contrato de mais de 4 milhões de dólares para fazer o controle do dinheiro.

No final de 86, Budd Dwyer acabou sendo acusado de corrupção. Segundo dados da investigação, ele teria recebido 300 mil dólares para facilitar a entrada de John na jogada. No meio dos políticos poderosos, Budd acabou ficando em uma situação ruim, mesmo assim, jamais desistiu e sempre alegou inocência.

Uma proposta feita pelo governo deu a ele a oportunidade de pegar apenas 5 anos de cadeia, caso assumisse a culpa e se retratasse publicamente. Porém Budd não aceitou a proposta, continuando a afirmar que era inocente e jamais admitira o ato de corrupção cometido.

O julgamento prosseguiu normalmente e, devido a isso, Budd poderia pegar 55 anos por corrupção, além de ter que devolver os 300 mil desviados.

O último dia

Quando o veredicto estava prestes a ser dado, Budd Dwyer chamou a imprensa local para uma entrevista coletiva ao meio dia. Durante a entrevista, ele deu um discurso em tom de despedida. Depois, passou para assessores três envelopes. Um continha sua carta de despedida para esposa, outro um papel confirmando que ele era doador de órgãos e por último uma carta para o novo governador do estado.

Quando tudo parecia acabar, Budd puxou uma arma e declarou:

“Por favor, deixem o recinto se isto os ofende.”

Naquele momento, todos entenderam o que estava preste a acontecer na frente das câmeras que transmitiam a entrevista ao vivo para todo o país. Alguns pediam para ele desistir, mas Budd estava decidido quando declarou sua última frase em vida:

“Afastem-se, esta coisa vai machucar alguém.”