Stephen King faz participação especial em It: Capítulo 2

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Stephen King é um dos escritores de terror modernos mais emblemáticos. O autor foi responsável por mais de 60 romances e mais de 200 contos ao longo de uma carreira que já dura mais de 50 anos. Ele também é a mente por trás de vários clássicos assustadores, incluindo It. Centrando-se em torno de um monstro demoníaco, que muda de ‘visual’ e que normalmente toma a forma de um palhaço, a narrativa foi adaptada tanto à minissérie da televisão quanto à adaptação cinematográfica em duas partes.

Mas isso não significa que o escritor seja perfeito, com uma crítica consistente perseguindo-o por anos. O autor aparece em  It: Capítulo 2, em uma participação muito bem colocada que faz referência a essa crítica e, como resultado, é bastante perfeita.

Stephen King faz participação especial em It: Capítulo 2

Enquanto explora Derry para tentar encontrar o “símbolo” que ele precisa para um ritual que os Losers usarão para conter Pennywise (Bill Skarsgård) depois que ele retornar à cidade, Bill (James McAvoy) se encontra fora de uma loja de antiguidades, olhando para um item específico na vitrine. Lá dentro, o dono da loja está vendendo a bicicleta que era de Bill quando criança.

O proprietário da loja fica impressionado com Bill, mesmo tendo cópias de seu trabalho, seus livros, em sua mesa. Percebendo que ele é um escritor rico, o dono da loja acaba cobrando de Bill $ 300 pela bicicleta enferrujada. Naturalmente, o lojista é interpretado por Stephen King.

King até zomba de si mesmo na cena. O filme inteiro tem uma piada sobre como Bill nunca escreve bons finais. Vários personagens do filme dizem a mesma coisa sobre os finais de Billl. Quando Bill pergunta ao dono da loja se ele gostaria que o livro fosse autografado, e ele recusou.

Stephen King faz participação especial em It: Capítulo 2

É uma meta-piada inteligente sobre a própria história de King no mundo real como escritor. King tem sido frequentemente criticado pelos finais abruptos de muitas de suas obras. Isso já foi ridicularizado no passado, por ele pegar os aspectos mais assustadores de uma metamorfose e transformá-los em pesadelos vivos, mas depois fazer com que eles se virem uma pequena aranha na grande batalha final do romance.

Mas, embora seja uma brincadeira decente para se passar no filme, é preciso uma camada extra de comédia quando até King parece reclamar sobre o quão ruins são seus finais na cena. Os cameos podem ser complicados e incrivelmente perturbadores, se não forem bem-sucedidos. King, que aparece no filme para zombar de suas próprias falhas, dá à sequência um tom mais leve e memorável.

Stephen King faz participação especial em It: Capítulo 2

Também ajuda que ela tenha um lugar natural na história, fazendo com que ela realmente se destaque como um momento único. É mais parecido com uma participação especial de Stan Lee em um filme da Marvel do que com qualquer uma das aparições anteriores de King em filmes baseados em seu trabalho, e é bom.