As mais sinistras lendas da 2ª Guerra mundial




O relatório dos mortos

images

Esta lenda fala de “três pilotos de aviões do bombardeiro Douglas DB-7 Boston”.

Após uma missão, os pilotos voltaram a base diferentes, pareciam apavorados, porém o marechal achou que eles somente estavam cansados da missão, então os mandou fazer um relatório e depois disse para eles irem “descansar e tomar uma cerveja”.

Pouco tempo após os pilotos saírem da sala, o marechal soube que estes mesmos pilotos haviam morrido na missão. O mais estranho é que eles fizeram o relatório e descreveram como cada um morreu.




As almas do Pacifico Sul

holocausto44

A Segunda Guerra mundial foi impiedosa e, parece que para muitos o pesadelo não acabou.

Foi noticiado, na década de 50, pela BBC de Londres o caso de uma “casa de Kuala Sengalor, na Malásia, que era ocupada por oficiais japoneses, onde se ouviam passos de botas militares pesadas”. Histórias também vieram da “Ilha Filipina de Corregidor”, onde muitos afirmaram terem visto “patrulhas espectrais”. Uma destas notícias, vinda da “costa norte da Nova Guiné”, ganhou atenção até da Reuters.




Os eternos soldados do canhão anti-aéreo

73973e6808b51e22d0f531129af352b0

Em 1944, o Porto de Hollandía foi atacado. Os japoneses que ocupavam a ilha foram pegos de surpresa, grande parte deles morreram lutando, poucos conseguiram fugir para o leste.

Alguns moradores porém, afirma que o espírito dos japoneses continua na ilha. Foi noticiado pela Reuters, em 1956, o pedido de exorcismo a um “canhão anti-aéreo abandonado na praia”, feito pelos moradores que afirmavam verem “fantasmas de soldados japoneses esqueléticos com capacetes enferrujados fazendo vigília próximo ao canhão esperando por um possível ataque”.

Adaptado de muitosposts

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo