Seriam os drones a resposta para salvar as baleias?

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Não há estradas no mar, sinais de travessia de animais e lombada. E, no entanto, aqueles que dirigem embarcações de pesca frequentemente acolhem acidentalmente o tráfego oceânico – e por “tráfego”, queremos dizer baleias.

Atingir uma baleia é uma má notícia para ambas as partes: o navio e a baleia. As baleias francas do Atlântico Norte estão especialmente ameaçadas de extinção como resultado de artes de pesca e ataques de navios. Infelizmente, as pessoas nos navios geralmente não sabem que tipo de criatura se esconde debaixo da água até que acidentalmente as encontrem.

Felizmente, agora existe uma maneira de explorar a frente e procurar baleias para que os navios possam evitar esbarrar nelas. A empresa de tecnologia Planck Aerosystems projetou drones que podem sair de navios e procurar baleias nos mares. Se um desses habitantes do mar estiver dentro da trajetória do navio ou para onde o navio está indo, o motorista poderá mudar de rumo. Não há mais lombadas vivas!

Essa tecnologia é nova, dificultando dizer quão eficaz será a minimização de ataques de navios ou quantos navios a adotarão. No entanto, mostrou alguns resultados promissores até agora.

“Ao longo de cerca de três semanas de voos não tripulados, mais de 100 baleias foram detectadas automaticamente, incluindo mais de dez baleias francas do Atlântico Norte”, explica o diretor de operações Dave Twining. “Embora esse número possa não parecer tão grande, é significativo quando você considera que existem apenas cerca de 400 indivíduos dessa espécie atualmente no planeta.”

right whale
Isso não quer dizer que essa tecnologia tenha necessariamente salvado 100 baleias; não é possível saber com certeza se quantos dos navios teriam atingido, quanto mais matado, esses mamíferos marinhos. No entanto, é importante ter cuidado extra com essas baleias francas do Atlântico Norte, pois elas correm um alto risco de extinção. O senador Cory Booker chegou a introduzir o “SAVE Right Whales Act“, um programa que, se adotado, designará dinheiro para salvar esses animais, especificamente. As pessoas preocupadas com as baleias perturbadoras e emaranhadas começaram a usar tecnologias de amortecimento de som e redes sem linha para tentar ajudar esses animais a permanecerem seguros.

A nova tecnologia de drones difere da dos drones regulares por várias razões. Por um lado, a maioria dos drones usados ​​pelos amadores deve ser controlada manualmente e levar um tempo considerável para aprender e usar. Os drones regulares também precisam ser lançados a partir de plataformas estacionárias, enquanto os novos drones podem voar de um navio em movimento navegando sobre ondas irregulares.

Seriam os drones a resposta para salvar as baleias?
Com tanta atenção a essa espécie e novos avanços na tecnologia, podemos apenas esperar que sua população se recupere.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys