Saiba como evitar um assalto

assaltoCá entre nós, quem nunca soube, presenciou ou foi obrigado a fugir de um assalto? Pois é, eles estão cada vez mais frequentes nas grandes cidades brasileiras. No post abaixo, você confere algumas sugestões, digamos assim, para que você possa sair ileso desse tipo de situação. Uma boa leitura!

1 - Nunca, sob hipótese alguma, desafie o assaltante. Lembre-se: Ele pode estar armado, e reagir de uma maneira nada amigável.

2 - Ao andar pelas ruas, evite usar relógios, joias ou aparelhos eletrônicos.

3 -Durante a noite, dependendo do local, opte em chamar um amigo para sair com você.

dicas seguranca evitar assaltos automoveis

4 - Procure deixar bolsas e casacos no porta-mala do carro.

5 - Não dê caronas para desconhecidos

6 - Ao deixar o estacionamento, verifique se você não está sendo seguido

7 - Caso você esteja em um ônibus com poucos passageiros, opte por sentar próximo do motorista.

8 - Evite mostrar seu dinheiro em público, especialmente no cinema, teatro, balada ou lugares com muita aglomeração de pessoas.

9 - Haja com cautela e serenidade. Sei que não é fácil, mas agindo com truculência ou rispidez, você corre o risco de deixar o assaltante ainda mais nervoso ou irritado.

10 - Procure não encarar o bandido, evite ainda, dialogar com eles. Se for preciso falar alguma coisa, diga apenas o necessário.




Tipos de assaltantes encontrados no Brasil

O paulista: Pô, meu.. Isso é um assalto, meu.. Levanta os braços, meu.. Passa a grana logo, meu.. Mais rápido, meu, que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta pra comprar o ingresso do jogo do Corintian, meu.. Pô, se manda, meu!

O gaúcho: O guri, ficas atento.. Báh, isso é um assalto! Levanto os braços e te aquieta, tchê! Não tentes nada e cuidado que esse corta uma barbaridade, tchê. Passa as pilas pra cá! E te manda a la cria, se não o quarenta e quatro fala.

O carioca: Aí, perdeu, mermão! Seguiiiiiiinte, bicho, tu te fu… Isso é um assalto! Passa a grana e levanta os braços rapá..Não fica de caô que eu te passo o cerol..Vai andando e se olhar pra trás e vira presunto.

O mineiro: Ô, sô, prestenção, isso é um assarto, uai. Levantus braço e fica ketin quié mió procê. Esse trem na minha tá chein de bala.. Mió passá logo os trocados que eu num tô bão hoje. Vai andando, uai! Tá esperando o quê, sô?!

O baiano: Ô meu reiii.. (pausa) Isso é um assalto.. (longa pausa) Levanta os braços, mas não me avexe não.. (outra pausa) Se não quiser levantar, pra num ficar cansado.. Vai passando a grana, bem devagarinho (pausa para pausa).. Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não ficar muito pesado…Não esquenta, meu irmãozinho, vou deixar teus documentos na encruzilhada.

O cearense: Hey macho, isso é um assalto! Deixe de marmota, arriba os braços, não se bula nem faça mungango. Bora logo abestado, me dê logo a cêda que eu sei que tú tá estribado. E nem bote boneco, não, se não eu papoco uma mãozinha no teu pé-do-ouvido! Arriégua, só isso! Penseeeeeee num fi-duma-égua liso! Agora vai, vai, vai timbora carniça. Pega o beco, pega o beco!

Receba mais em seu e-mail
Topo