Rússia, o país mais estranho do mundo

A Rússia é o país mais estranho e excêntrico do planeta. Por lá, acontecem tantas coisas loucas, que muitas histórias nem parecem reais.

Jornalista

Radio-journalist-shot-dead-in-Mazar-i-Sharif

Se existe uma profissão perigosa na Rússia é a de jornalista. Desde 1992, a cada dez mortes de jornalista, seis são assassinatos. Sendo assim, a antiga União Soviética é o quinto país mais perigoso do planeta para quem trabalha com notícias.

Tamanho

i119

A Rússia é o maior país do mundo, com mais de 17 milhões de quilômetros quadrados. Tão grande, que sua área superficial é maior do que Plutão inteiro. Esse tamanho todo faz com que o país viva em uma bagunça de horários. De uma ponta a outra, a Rússia possui nove fuso horários diferentes. Ou seja, quando uma parte do país estão entrando no trabalho, outra já está indo para casa descansar.

Bebida

-drunk-1344556075

Os russos são conhecidos no mundo todo por sua grande apreciação e consumo de bebidas alcoólicas. Lá beber destilados (bebidas com alto teor alcoólico) é extremamente comum. Bebidas mais fracas, como cerveja, se quer eram consideradas alcoólicas até pouco tempo atrás. Esse costume faz com que a média de um cidadão russo de ingestão de “trago” seja de seis doses por semana, mais do que o dobro da média de diversas outras partes no mundo.

Somando tudo isso, a Rússia é um dos lugares onde mais pessoas morrem todos os anos devido ao álcool. O total de mortes anuais é de um milhão de pessoas devido a problemas envolvendo bebidas.

Guerra

russia-ukraine-war-sevastopol-crimea-georgia

Oficialmente, o Japão e a Rússia ainda estão disputando a Segunda Guerra Mundial! Desde o término do conflito, os dois países não assinaram o termo de paz, porque existe uma disputa sobre as ilhas de South Kuril.

Morre cedo

Awesome-Photos-From-Russia-social-network-51

Em países desenvolvidos como os EUA, apenas 1% das pessoas morrem antes de chegarem a idade de 55 anos. Já na Rússia, 25% das pessoas “batem as botas” antes de chegarem a essa idade. As autoridades acreditam que esse número elevado de morte esteja relacionado, principalmente, ao consumo de vodca. Lá, cada cidadão bebe em média 15,6 litros da bebida ao ano.