As respostas aos 8 mais controversos debates sobre saúde

O vinho tinto é saudável? Será que os ovos que você ama tanto estão fazendo mais mal do que bem? São tantas dúvidas quando o assunto é alimentação…

Atualmente as pessoas tem tentando manter uma dieta mais saudável. Ouvem uma dica aqui, leem outra coisa ali, mas no final das contas existe sempre uma dúvida sobre o que realmente é verdade. Vamos responder a algumas questões que talvez possa ser a sua dúvida!

1.O vinho tinto é bom para saúde?

As respostas aos 8 mais controversos debates sobre saúde

Para a prevenção de doenças cardíacas, não escrevemos prescrições para as pessoas começarem a beber vinho tinto, diz Nieca Goldberg, diretor médico do Centro de Saúde da Mulher. Vinho tinto contém resveratrol, um antioxidante que pode ajudar a proteger o corpo contra danos,  mas pode causar diversos problemas de saúde como aumentar o seu risco de câncer e doenças do coração, problemas no fígado e demência relatam os Centros para Controle e Prevenção de Doenças.

2. Os ovos são saudáveis ​​para saúde?

As respostas aos 8 mais controversos debates sobre saúde

Há alguns anos, os especialistas em coração colocam os ovos na “lista ruim” graças ao seu teor de colesterol. Então os pesquisadores perceberam que o colesterol na comida não tem muito efeito sobre os níveis de colesterol no sangue. Recentemente, um estudo levantou preocupações sobre ovos e problemas cardíacos, mas os nutricionistas dizem que não há necessidade de eliminar os ovos – mas não exagere. Os ovos são considerados uma das formas mais puras de proteína. Eles contêm todos os aminoácidos essenciais que não podem ser produzidos pelos nossos corpos e devem ser ingeridos através dos alimentos. A gema e o branco contêm diferentes vitaminas, minerais e quantidades de proteína e gordura. A gema tem muitas vitaminas lipossolúveis, como a vitamina D, enquanto a branca é mais rica em proteínas.

3. Uma dieta sem glúten é mais saudável para você?

As respostas aos 8 mais controversos debates sobre saúde

Comer sem glúten se tornou popular, mas – a menos que você tenha diagnosticado doença celíaca ou sensibilidade ao glúten – você não se beneficiará com essa tendência, diz Daniela Novotny, professora de ciências biomédicas, nutricionista e consultora de bem-estar da Universidade Estadual do Missouri. O glúten é uma proteína encontrada em alguns carboidratos, e algumas pessoas têm uma reação negativa a ele. Para qualquer outra pessoa que tente evitar o glúten, eles vão acabar eliminando alguns alimentos ricos em carboidratos de sua dieta, diz Novotny.

4. Existem benefícios para o jejum intermitente?

As respostas aos 8 mais controversos debates sobre saúde

Pesquisadores ainda estudam os benefícios do jejum intermitente. “Tudo depende dos fatores que você considera e da duração de seus jejuns”, diz Andres E. Ayesta, fundador da Vive Nutrition . “A abordagem típica de 16 horas de jejum e oito horas de alimentação ajuda você a ter um melhor controle sobre sua ingestão calórica diária para aqueles que estão tentando perder peso. Existem alguns estudos em animais observando os efeitos na longevidade e alguns dados mostram que isso pode ajudar. Uma coisa que é importante entender é que esta não é uma solução mágica para a saúde ou a perda de peso. Você ainda precisa estar ciente de sua ingestão calórica total, porque comer mais do que o seu corpo precisa nesse período de tempo não ajudará suas metas de peso.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.