Saiba a diferença entre renda fixa e renda variável

ANÚNCIO

Na hora de buscar um tipo investimento financeiro que seja bom para o seu perfil, o que você considera? A primeira coisa é saber que no nosso país a gente pode dividi-los em dois, sendo renda fixa e renda variável.

E isso é importante ainda mais quando não se tem experiência no assunto. Assim, muitas dúvidas surgem na cabeça do novo investidor e uma das mais comuns é: será que existe investimento errado ou certo? Com certeza, porque tudo vai depender da sua realidade.

ANÚNCIO

O fato ou o hábito de investir dinheiro deve ser tratado como uma opção para melhorar a sua situação financeira. Entretanto, o que existe no mercado são as aplicações das mais variadas e diversificadas. Por isso, algumas opções serão melhores do que outras para você.

Em resumo, o seu primeiro passo deve ser o de analisar o seu perfil financeiro para saber escolher algo que venha a calhar com a sua realidade. Uma hora pode ser a renda fixa, mas em outra pode ser a variável.

Preparamos esse conteúdo para que entenda melhor sobre cada um desses investimentos.

ANÚNCIO

Entenda a Renda Fixa

A renda fixa é um tipo de investimento que preza muito pela segurança do investidor. Além disso, ela também se caracteriza pela previsibilidade de lucro. Assim, o investidor sabe quanto vai ganhar de juros no final do período antes mesmo de aplicar qualquer capital.

Esse valor pode ser uma taxa fixa, quando é prefixado. Mas, também pode ser um índice, como o CDI, a Selic, a Inflação. Então, o valor final varia, porém, a taxa paga será a mesma que foi combinada inicialmente.

Essa alternativa é ótima para quem está em busca de se tornar um novo investidor ou mesmo para aqueles que possuem o perfil conservador, que é um indivíduo que não gosta de correr riscos e busca retornos certeiros.

Com a renda fixa há a possibilidade de buscar a isenção do Imposto de Renda e também uma liquidez diária, dependendo do investimento. Porém, é preciso pesquisar entre os tipos que existem. Vamos falar de alguns deles abaixo.

Os títulos de renda fixa

Os títulos nasceram da necessidade das empresas arrumar dinheiro para conseguir um financiamento dos seus projetos.

Eles são ativos que podem ser lançados por bancos para fazer justamente essa acumulação de capital. O investidor vai fazer um empréstimo para a empresa e, com isso, será pago com juros em cima do valor emprestado.

Atualmente, CDB, LCI e LCA e CRA e CRI são exemplos de títulos de renda fixa.

Os fundos de investimento de renda fixa

Os fundos se caracterizam por ser um investimento feito de forma coletiva, pois é efetuado por várias pessoas, que recebem o nome de cotista. Eles possuem o mesmo objetivo de aumentar os ganhos de um capital inicial no mercado financeiro.

Ao contrário dos títulos, onde você apenas empresta seu dinheiro comprando um ativo, no caso dos fundos é possível se tornar dono de uma parcela do patrimônio total, que é a soma da parte de todos os cotistas. Se você investir mais, os retornos serão maiores.

Entre as várias ações que este fundo pode realizar é a compra e venda de imóveis, títulos bancários e outras cotas.

Entenda a renda variável

Se com a renda fixa você pode surfar na segurança de saber exatamente quanto vai ganhar, na variável isso não acontece. E, com certeza, essa é a principal diferença entre a renda fixa e renda variável.

Logo, a variável é tem um risco maior. No entanto, por outro, os retornos podem ser muito maiores também – assim como as perdas.

O que explica essa flutuação de preço é que a expectativa desse tipo de aplicação está relacionada a situações econômicas e políticas, do Brasil e do mundo. E a área de atuação que aquela empresa oferece seu trabalho.

Na variável, para fazer qualquer aplicação você deve, antes de qualquer coisa, ter em mente qual seu objetivo com aquele dinheiro e estudar detalhadamente as várias possibilidades para que não se arrependa. Pois, assim como pode haver ganho pode ter perdas também.

Os tipos de renda variável

Entre as rendas variáveis podemos destacar algumas, como COE, Ação, Oferta Pública e Mercado Futuro.

Se a sua opção de investimento for em ações, você poderá em efetuar pelo home broker, uma plataforma que permite que faça seus negócios pela internet. Na verdade, essa é a ferramenta mais utilizada para quem busca fazer investimento na bolsa de valores.

Quem aplica em ações acaba se tornando um acionista daquela empresa e ate mesmo sócio, dependendo do tipo de ação que é comprada. Só que isso vai depender do quanto tiver condições de investir e o quanto o emissor estiver disposto a oferecer.

Bônus: mescle a renda fixa e renda variável

Depois de conhecer melhor sobre cada um desses investimentos, entre renda fixa e renda variável, não se sinta obrigado a ter que escolher entre eles. Afinal, quando se aplica dinheiro em um deles, isso não inviabiliza de aplica também no outro.

Saiba a diferença entre renda fixa e renda variável

O que você deve levar como lição é que são formas diferentes de se investir, onde uma lhe dará uma maior segurança e a outra pode aumentar os ganhos. O mais recomendável, desde sempre, é que você diversifique o seu investimento entre ambas as rendas.

Uma forma muita utilizada por investidores mais experientes para mesclar as duas rendas é fazer uma reserva de emergência com a fixa e utilizar uma parcela do dinheiro para multiplicar seus ganhos arriscando na variável.

ANÚNCIO