Saiba quem são os investidores da bolsa de valores no Brasil

Recentemente, com a crise que aconteceu no mundo todo, um dos reflexos mais diretos no mercado nacional foi a entrada de pessoas na bolsa. Pensando nisso, criamos esse conteúdo para falar sobre quem são os investidores da bolsa de valores.

Afinal de contas, você ainda não saiba, mas considere que há pessoas bem jovens, com 15 anos e até mesmo os idosos, com mais de 60. Esses grupos representam boa fatia do número de investidores. Aliás, o número de mulheres também tem crescido.

O levantamento mais recente da B3, que é a bolsa de valores do Brasil, é de maio deste ano e mostra que o número de investidores ativos na renda variável, isto é, quem compra ações, fundos imobiliários ou ETFs, subiu para 2 milhões.

E esse número é bem representativo, já que o número de 1 milhão havia sido alcançado em meados de 2019. Portanto, em 1 ano, o número dobrou. E a migração, segundo a bolsa, não se deve apenas a crise, mas também a queda da taxa Selic.

Porém, outro dado importante do mesmo estudo diz que o volume de negócios é de R$ 260 bilhões, o que representa apenas 30% a mais do que o volume de março de 2017. Logo, a conclusão é a de que os investidores estão mais cautelosos.

Veja o que a B3 disse, em nota, durante a divulgação da pesquisa. “De forma geral, o perfil do investidor agora é mais jovem, sendo que se preocupa na diversificação dos investimentos, a começar por uma carteira de ativos com valores mais baixos”.

Quem são os investidores

A partir disso, a gente começa a estudar quem são esses investidores da bolsa de valores mais novos e que se completa com que já está no mercado. A pesquisa tem resultados com base em faixas etárias. Assim sendo, temos:

Aumento de investidores entre 25 e 39 anos.

Logo, o grupo já é 49% do total, sendo que era de apenas 28% em 2017. Já quanto à diversificação, considere que 48% dos investidores possuem ações em, pelo menos, 5 empresas e 46% tem mais de um produto na sua carteira da renda variável.

Você pode ver mais dessa pesquisa no site da B3.

Outros dados: mulheres e crianças

Outros dados importantes que foram divulgados também mostram outros perfis de pessoas que estão investindo em ações hoje em dia. por exemplo, o número de homens ainda é muito maior do que o de mulheres: 75% contra 23%. O restante são instituições.

E tem mais: meninas e meninos com menos de 15 anos somam 6 mil e com valores de R$ 263 mil cada um – na média. Então, aqui dá para analisar uma coisa bem legal: os pais estão preocupados em inserir esse tipo de ativo na vida dos filhos.

Alguns estudiosos falam que isso é para dar ao filho, quando crescer, a chance de ter um patrimônio acumulado para manter os ativos investidos. Logo, tudo é pensado no longo prazo. Curiosamente, saiba que hoje você pode criar essa carteira para filhos na sua própria corretora.

Outros dados: idosos

Os idosos também representam a pergunta sobre quem são os investidores da bolsa de valores no Brasil. Sendo assim, a pesquisa da B3 diz que aqueles que possuem mais de 66 anos formam 8,7% do total dos recursos investidos.

Mas, o mais interessante é ver que, nesse caso, os valores estão concentrados em menos empresas – já que o motivo é o simples fato deles terem acumulado o dinheiro com as ações ao longo dos anos, de forma lenta, mas continua.

Assim sendo, a gente pode ver que mesmo não sendo a maioria dos investidores, os idosos são os que possuem os valores mais altos aplicados lá. Logo, mostra que jovens estão cautelosos e idosos possuem ativos mais concentrados.

O segredo é a paciência

Sendo assim, se a gente pode chegar a alguma conclusão com esse texto é para o fato de que os jovens estão começando a ser maioria na bolsa e isso é ótimo. Ao mesmo tempo, os idosos mostram que ter paciência pode ser o grande segredo para acumular mais dinheiro.

Em resumo, a paciência pode ser esse grande segredo para quem ainda não tem ações na carteira de investimentos. Mais do que isso, é uma forma de aumentar as chances de ganho e diminuir os riscos de perda. Mas, como exige estudo, muita gente acaba deixando de lado.

Sendo assim, agora que você sabe quem são os investidores da bolsa de valores no nosso país, a próxima etapa é saber onde você se encaixa nessa história toda. Será que deve entrar, permanecer, sair? Os idosos mostraram o segredo e a maioria dos jovens está lá.

E você? Obviamente, se você não investe nada ainda, comece pela renda fixa porque esse é o jeito mais simples de aplicar dinheiro pensando em receber juros sem riscos. Mas, se achar que já conhece o bastante do mercado, talvez, seja a hora de entender sobre ações também.

Está hora de preparar a terra…

Se você que está lendo esse conteúdo é jovem, com certeza, deve ter se lembrado da parábola que diz que há tempos para preparar a terra e tempo para plantar e colher. Na bolsa de valores, isso também acontece.

Se você é jovem, o momento é de preparar a terra, o que quer dizer que você pode não acordar rico amanhã. Porém, quer dizer que você tem longos anos para fazer isso acontecer. Além disso, a regularidade e a paciência são os segredos, que você já conhece.