Você sabe quanto está rendendo o FGTS hoje? A gente conta

ANÚNCIO

A verdade é que existem muitas novas mudanças que estão acontecendo nos últimos dias. Por exemplo, uma delas está na forma de investir dinheiro. Com isso em mente, você já parou para pensar quanto está rendendo o FGTS hoje? Sim, ele tem um rendimento mensal.

Por menos que você acredite, saiba que um dos grandes destaques positivos dessas mudanças é o aumento da rentabilidade do FGTS. E se você não entende do que estamos falando, tudo bem porque a gente vai explicar.

ANÚNCIO

A se começar pelo fato de que o FGTS é o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. E outra coisa, para saber logo no começo, é que com a rentabilidade melhor, ele acabou virando uma das alternativas mais interessantes para o um trabalhador fazer um investimento.

E isso se a gente comprar com as outras alternativas do mercado, especialmente da renda fixa. Enquanto o FGTS teve melhora no rendimento, a poupança teve uma queda muito brusca, tornando a caderneta praticamente nula para quem quer ganhar dinheiro.

Mas, quanto está rendendo o FGTS hoje?

Se você acha que a nossa ideia é enrolar o texto todo até falar do valor, saiba que não. O nosso foco, ao contrário, é sermos bem objetivo, viu. Sendo assim, vale lembrar também que o FGTS tinha perdido uma grande rentabilidade durantes os anos.

ANÚNCIO

Mas, agora, o fundo está fazendo o pagamento aos cotistas a taxas de 3% ao ano. Com isso, a gente pode concluir vários pontos interessantes. Vamos explica-los em pequenos tópicos.

  • O rendimento do FGTS chegou ao patamar da Selic
  • Ele também ultrapassou a caderneta de poupança
  • E está na média de muitos CDBs com liquidez diária

Acredite: isso é algo um tanto quanto impressionante para um FGTS, viu. Assim, para entender melhor o que está acontecendo com o valor do FGTS e para você ver como é calculado esse rendimento, nós preparamos esse texto.

Boa notícia: o crescimento FGTS pode aumentar

Agora você sabe quanto está rendendo o FGTS hoje, então, considere que a tendência é que o rendimento do FGTS pode se tornar ainda maior em comparação a outros tipos de investimentos da renda fixa.

Aliás, isso ainda em junho como vamos falar mais abaixo. Mas, já explicamos: neste mês, o órgão responsável por fazer o corte básico dos jutos, o COPOM, costuma atualizar os dados. Assim, a taxa que era de 0,50 ou 0,75 ponto porcentual pode ir para 2,50% ou 2,25% ao ano.

Ao menos, é o dizem alguns analistas que observam o mercado financeiro.

Para que você entenda melhor essa evolução, saiba que no mês de janeiro, a CDI estava oferecendo rendimento para seus investidores de 0,38%. Já em maio, onde aconteceu a inclinação negativa da Selic, notou-se que a CDI começou a pagar 0,23%.

E o FGTS, passou seu rendimento para a casa do 0,25%.

Mas, o FGTS parado é uma boa ideia?

Essas comparações feitas entre os investimentos são feitas para revelar o quão importante pode ser, para quem escolhe a renda fixa, deixar o capital quietinho em um fundo, sem fazer saques, obviamente.

Já a Caixa Econômica Federal está com um plano em vigor, que se iniciou no ano passado, que pretende fazer com que o trabalhador faça saques daquele seu dinheiro “parado no FGTS”. Obviamente, se for emergencial, tudo bem. Mas, se não for, não vale a pena sacar.

A ideia do governo, ao lançar esse plano, foi de aplicar mais capital na economia brasileira. No entanto, o economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, acreditam que neste momento, essa não é uma boa ideia.

Para ela, a melhor estratégia para superar a crise causada pelo coranavírus, sem a necessidade de lançar mão do dinheiro do FGTS é mais interessante que ele permaneça parado.

O motivo para tomar essa atitude é que o FGTS está oferecendo uma boa aplicação, com rentabilidade de 3% ao ano e suas normas não afetadas por conta das mudanças que ocorrem na Selic e poupança.

Sendo assim, ele vai render uma rentabilidade real, aquela que já tem descontando o valor da inflação, de 0,50%, acredita Agostini. Do jeito que as coisas andam, a tendência é que a inflação feche o ano de 2020 com a Selic em 2,50% e a Selic na casa dos 2,25%.

Quem investiu ano passado terá maiores rendimentos

O economista da Austin Rating prevê, que a já citada queda da Selic para 0,75 ponto porcentual e 2,25% ao ano, fará com que a CDI passe a render 0,19% mensalmente, o CDB 0,16%, a poupança 0,13% e o FGTS, 0,25%.

Esses cálculos da CDI e do CDB foram feitos, tomando por base a alíquota do imposto de renda a 22,5%. Dessa forma, quem investiu em dezembro do ano passado, época em que a Selic apontava 4,50% ao ano, vai ter bons rendimentos no fim desse ano.

Supondo que a pessoa tivesse investido R$ 4 mil, sendo R$ 1 mil em CDI, R$ 1 mil em CDB, mais R$ 1 mil na poupança e outro R$ 1 mil no FGTS, ela estaria aproveitando os seguintes rendimentos: 2,31% no CDI, 1,06% no CDB, 2,04% na poupança e 3% no FGTS.

O investimento do FGTS hoje, em junho

Vamos fazer uma simulação para os rendimentos para junho.

Iremos levar em consideração, nessas contas a Selic de maio, que estava em 3% ao ano, e acreditando que ela realmente vai ter uma queda em junho, chegando a 2,25% ao ano, continuando estática por 1 ano, ou seja, maio de 2021.

quanto está rendendo o FGTS hoje

Os mesmos R$ 4 mil divididos nas mesmas aplicações apontariam uma CDI de 1,83%, CDB de 1,56%, poupança de 1,58%, e o FGTS com os mesmos 3%.

Estude essas 5 maneiras para usar o FGTS de maneira inteligente

É importante ressaltar que a rentabilidade dessas aplicações não está sendo levada em conta a inflação. Se fossemos adicionar no cálculo, a taxa do IPCA, a liquidez iria ser mais baixa, podendo, em alguns casos, apresentar até resultados negativos.

ANÚNCIO