Minilua

Quantas Lembas são necessárias para ir a Mordor?

A aventura de ir a Mordor não é tão simples assim. Passear pela Terra Média as vésperas de uma grande guerra pode ser um problema enorme. Por isso estar bem alimentado é um ponto importante dessa aventura. E como na Terra Média o melhor amigo dos viajantes são as famosas Lembas feitas pelos elfos, quanto delas seriam necessárias para acabar com o Império de Sauron?

O estudo

Você deve estar pensando que essa história de quantas Lembas são necessárias para ir a Mordor é apenas um levantamento feito por um nerd gordo e fã das obras de Tolkien, mas, na verdade, cientistas realmente fizeram os cálculos e chegaram a conclusão correta, baseando em diversos aspectos da Terra Média.

O estudo, publicado pelos cientistas Krisho Manoharan e Skye Rosetti no site physics.le.ac, revelou diversos aspectos importantes do metabolismo das criaturas do mundo mágico da Terra Média, além disso, eles chegaram a uma conclusão de quantas calorias cada bolo élfico realmente possui.

Para quem não sabe, as Lembas são uma espécie de pão criada pelos elfos. Cada pão desses conseguem manter um homem em pé por um dia inteiro de trabalho. E segundo a descrição dos elfos: “[…] nós chamamos de lembas ou pão de viagem, e é mais fortificante que qualquer comida feita por homens, e é mais aprazível que o cram, de acordo com a opinião geral.”

A teoria

Em vez de simplesmente pegar o número de viajantes e o número de dias viajados para determinar quantas Lembas seriam necessárias para fazer a viajem de Valfenda a Mordor, os pesquisadores resolveram fazer algo mais complexo e correto.

Primeiramente, eles calcularam o quanto de energia, em termos de calorias, as Lembas deveriam ter. Usando as descrições dadas nos livros de Tolkien, ele chegaram ao valor de 2638.5 para cada Lembas.

Tendo o valor nutritivo dos pães calculado, ainda havia outro problema: o gasto calórico de cada espécie que fazia parte da Sociedade do Anel. Usando como modelos os seres humanos, os cientistas conseguiram descobrir quantas calorias cada espécies da Sociedade do Anel precisava para sobreviver a um dia extenuante de caminhada.

Os humanos, neste caso Aragorn e Boromir, tiveram seu gasto calórico calculado em 1700 calorias por dia. Legolas, representando os elfos, teve seu gasto estimado em 1400 calorias. Já os hobbits com sua barrigas proeminentes, deveriam consumir 1800 calorias por dia de viagem.

No final, contando os 92 dias de Valfenda a Mordor, sem levar em conta as mortes e todos os outros problemas existentes, os pesquisadores chegaram ao número mágico. Ao total, a Sociedade do Anel gastou 1,780 milhão de calorias.

Para suprir esse gasto, a Sociedade deveria ter levado consigo 675 lembas na bagagem. 304 seriam consumidas pelos hobbits, 214 por Gandalf, Boromir e Aragorn. E no final sobrariam 99 para Gimli e 60 para Legolas.

Dessa maneira, a Comitiva do Anel conseguiria completar sua missão. Claro que se todos tivessem ficados vivos e realmente tivessem cumprido a missão como era o esperado no início. Mas já dizia Boromir: