Minilua

Prostituição infantil: A quem devemos recorrer?

– Nos últimos anos, um fenômeno tem se perpetuado nas grandes capitais brasileiras, a chamada prostituição infantil.

– Esta por sua vez, independente de faixa etária, sendo disseminada, em grande parte, entre as garotas de 12 a 17 anos.

– Para uma grande parcela, a prostituição funciona como uma válvula de escape, uma espécie de fuga da realidade.

– Entre os “exploradores” de menores, digamos assim, estão empresários, motoristas de caminhão, taxistas, e porque não, gerentes de hotéis e policias.

São eles, por sinal, os grandes responsáveis pelo aumento de jovens no segmento. Ainda sobre o tema, outro grupo que merece destaque são os turistas.

Eles, através de vídeos, são convencidos sobre a facilidade de se obter sexo no Brasil. Paralelamente a isso, a imagem de nosso país é manchada no exterior, culminando na divulgação de documentários e reportagens sobre o tema.

– Ainda no exterior, diversas são as jovens aliciadas. Muitas das quais, obrigadas a trabalhar em bares ou casas noturnas.

– Por aqui, o assunto ainda gera controvérsia. Muitos são aqueles que propõem ideias, sem, contudo, apresentarem soluções práticas.

– E para encerrar, gostaríamos de ouvir você, internauta amigo. Qual a melhor forma de combater a prostituição infantil? Não deixe de participar!