Minilua

Programas que marcaram época: Band Kids #1

E ae galerinha minilunática, tudo bem com vocês?

Hoje dou inicio a uma nova série falando sobre programas infantis nostálgicos aqui no Minilua. E como nem só de TV Globinho “vive” a nossa infância, hoje vamos recordar um grande sucesso do início dos anos 2000, o Band Kids.

Acredito que hoje ele ainda está presente no quadro de programação da Band, porém o programa mudou muito desde sua estreia que, na minha opinião, teve seus melhores momentos nos primeiros anos de exibição e é sobre eles que vamos tratar!

 

Fase Renata Sayuri (2000/2001)

Aproveitando o boom crescente que a emissora vinha tendo com a exibição isolada de Dragon Ball Z, a Band optou por idealizar um programa infanto-juvenil reunindo uma apresentadora com feições nipônicas e um figurino especial, juntamente com uma porção de animes legais, tais como: Bucky, Tenchi Muyo e El Hazard e desenhos como: Cadillacs e Dinossauros, Os Seis Biônicos, Dragões Alados, O  Mago, e como carro-chefe, o próprio Dragon Ball Z.

Dá para se dizer que a época foi um grande momento, senão o maior, para as animações japonesas no Brasil. A Record já exibia Pokémon e a Globo já mexia seus pauzinhos para entrar na briga, mas o Band Kids foi mais fundo e conseguiu destaque e ibope, sendo por um bom tempo o principal programa de animes na TV aberta.

Além dos desenhos, o programa durava uma média de 3 a 4 fucking horas e contava com alguns jogos de perguntas e respostas, curiosidades e um espaço onde Renata (Kira) lia algumas cartas de fãs que ajudava a medir a aceitabilidade da atração.

 

Confira alguns trechos do programa:

E como todo o programa voltado a jovens e crianças o foco do Band Kids eram os desenhos animados, relembre ou conheça um pouco mais sobre as principais animações do primeiro ano da atração:

 

Bucky

O anime se passa em um planeta paralelo. Este planeta é dividido em 12 “mundos”, e de tal forma que se assemelha muito com um relógio. No centro do planeta existe a torre pontiaguda, onde o tempo não passa.

Em cada um dos doze mundos existe uma Grande Criança (ou simplesmente GC), que na verdade é a guardiã daquele mundo. Ela sempre está acompanhada de seu espírito, – um ser vivo rosado e redondo que tem a habilidade de gerar ataques explosivos – o qual é seu fiel companheiro e a ajuda a derrotar os monstros encrenqueiros. Nem todo monstro é um monstro encrenqueiro, mas, estranhamente, a quantidade de monstros encrenqueiros vem crescendo rapidamente nos últimos tempos. E é aí que começa a história.

 

Tenchi Muyo

Tenchi Muyo é uma série de anime, manga e contos rápidos, uma mistura de comédia, romance, fantasia e ficção científica, criado por Kajishima Masaki e Hiroshi Hayashi, centrado num jovem chamado Tenchi Masaki e uma mulher alienígena que acaba se apaixonando por ele. Basicamente as histórias giram em torno de Tenchi Masaki, um adolescente de seus 17 anos de idade, que morava num templo numa pequena cidade interiorana do Japão, até um certo dia, por curiosidade e desobediência acaba despertando uma pirata espacial chamada Ryoko, que se encontrava num sono profundo a mais de 700 anos numa caverna, que muita gente do lugar falavam na existência de um demônio naquele local.

 

El Hazard

Makoto Mizuhara está trabalhando em seu mais novo experimento no laboratório de ciências da escola, mas quando ele faz uma pausa seu eterno rival Katsuhiko Jinnai aparece e tenta destruir o dispositivo para tirar créditos de Makoto. Isto sobrecarrega o experimento e transporta Makoto, Jinnai, sua irmã Nanami e seu professor Sr. Fujisawa para o mundo magnífico e estranho de El Hazard. Makoto e Fujisawa aterram no Reino de Roshtaria e, rapidamente, fazem amizade com a princesa Rune Venus. Jinnai se alia com os Bugrom, uma raça de insetos gigantes que querem tomar o mundo de El Hazard, enquanto sua irmã tenta suprir sua própria vida no deserto. Makoto procura desesperadamente uma maneira de voltar para casa, durante todo o tempo lutando contra o Bugrom, contando com a ajuda das Sacerdotisas Santas, e deter o Deus Demônio Ifurita

 

Cadillacs e Dinossauros

Cadillacs e Dinossauros é o desenho baseado num videogame do Arcade produzido em 1992. O ano é 2513 e a humanidade voltou aos anos 60, com o mundo virando um lugar idílico de paz e amor, além de muito sexo, drogas, rock n’ roll e cadillacs envenenados e nesse cenário um clone genético da Doutora Júlia tem a demente brilhante ideia de fazer o que a sua matriz genética fez no século XXI: trazer os dinossauros de volta à vida e tornar o planeta Terra uma selva cruel, além de é claro extinguir a raça humana.

 

O Mago

No alvorecer do terceiro milênio, uma série de descobertas científicas e radicais avanços na tecnologia abalaram o mundo. Mas os inimigos de antigos estão ainda à solta. Aproveitando a sensação de despreocupada de esperança e otimismo, os membros do sindicato de crime juntamente com Blackjack discretamente tomaram o controle de todas as posições-chave nesta sociedade em evolução rápida e rapidamente as estão moldando a seu favor. Um homem, porém, vê através de seus truques conivente, porque ele próprio é um malandro, um manipulador, o rei de todos eles: ACE COOPER – O Mago.

 

Os Seis Biônicos

Os Seis Biônicos (Bionic Six) foi um desenho animado lançado na década de 80, baseado nos seriados, O Homem de Seis Milhões de Dólares e A Mulher Biônica. No seriado o casal biônico tem 4 filhos, todos eles com implantes biônicos que lhe concedem capacidades sobrehumanas, como super força, super pulo, dentre outros.

 

Dragões Alados

A história no século 41 após um evento chamado O Cataclisma, onde Humanos e uma raça de Gárgulas lutam para decidir o controle da terra. O tirano Dread Wing é que encabeça essa guerra. As batalhas ocorrem em sua maioria no céu devido as condições do planeta serem adversas e cheias de perigos.

 

Dragon Ball Z

Dragon Ball Z dispensa comentários, na Bandeirantes o anime cobriu a Saga dos Sayajins, Saga de Freeza e a Saga dos androides e de Cell.

 

Depois de praticamente um ano, o programa começa a entrar em declínio, perdendo grande parte de sua audiência, um motivo claro e inegável da queda foi a compra da Saga Majin Boo de DBZ pela Rede Globo, que vislumbrou o sucesso da obra Akira Toriyama no país e correu na frente para adquirir os direitos da série na tentativa de repetir o sucesso da Band, a Globo chegou a ter uma gama invejável de animes ao mesmo tempo: Digimon, Sakura Card Captor e o próprio DBZ.

Com isso o programa passa por uma reformulação, incluindo a demissão de Renata Sayuri, restando somente a reprise de Tenchi Muyo e uma hora de exibição, porém o novo formato durou alguns poucos meses e rapidamente foi tirado do ar. Apesar de tudo, não foi o fim definitivo para o Band Kids, mas isso é história para outro post!

 

Gostou do post? Então não esqueça de compartilhar logo abaixo!

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/Minilua

E se inscreva em nosso canal para acompanhar nossos vídeos semanais clicando na imagem abaixo!