Professor faz uma armadilha para descobrir quem estava ‘colando’ na prova

ANÚNCIO

ANÚNCIO

Quando a temporada de provas chega, há alunos que brilham pela inteligência, não pelo conhecimento da turma, mas pelas maneiras elaboradas de trapacear. Eles querem tentar de qualquer jeito conseguir uma boa nota.

Os professores devem sempre estar um passo além de seus alunos, que querem sempre dar aquela ‘coladinha’, usando durante os exames as anotações clássicas escritas na mão, escondidas no tênis, dentro das calculadoras ou aproveitando a tecnologia atual de telefones celulares com acesso à internet. Mas um professor usou as ferramentas digitais da decepção a seu favor para descobrir os truques de sua classe e, seu planofoi incrivelmente legal.

Professor faz uma armadilha para descobrir quem estava 'colando' na prova

A maneira como capturaram o fraudulento foi compartilhada pelo usuário Mwxh na plataforma de opinião do Reddit. Ele diz que, durante o exame final de uma aula de engenharia, quase metade dos colegas pediu permissão para ir ao banheiro e o professor as deu sem problemas. Obviamente, todos saíram para pesquisar na Internet as respostas para esse teste, que aparentemente foi bastante difícil.

Especialmente, um dos problemas a resolver era muito complicado, dividido em duas partes e parecia não ter muito a ver com o que haviam analisado em sala de aula. A parte A foi relativamente fácil, mas a parte B era um verdadeiro quebra-cabeça. Mwxh diz que a deixou sem resposta, porque na realidade ele precisava apenas de cinco pontos.

Professor faz uma armadilha para descobrir quem estava 'colando' na prova

Dias após o teste, o professor enviou a todos os seus alunos um e-mail explicando seu plano maquiavélico. Todos acreditavam que por ser mais velho ele não entendia de tecnologia, mas eles estavam errados.

O professor astuto fez uma conta de autoteste um mês antes do exame em um aplicativo digital chamado Chegg – que oferece a resposta para muitas perguntas e problemas escolares – inventou a pergunta B do exame e escreveu uma resposta no aplicativo. A solução parecia correta, mas era falsa.

Então, quando os alunos fizeram o exame, os trapaceiros procuraram a pergunta B no aplicativo, encontraram a resposta falsa e morderam a isca.

Professor faz uma armadilha para descobrir quem estava 'colando' na prova

O professor disse que 14 dos 99 exames usaram a solução inventada e os que a escreveram falharam, além de serem denunciados por violarem o código de honra acadêmica. Aqueles que não responderam à pergunta foram classificados como corretos.

Esse professor brilhante foi capaz de pensar como seus alunos e mostrou a eles que, com pouca tecnologia em mãos, eles se tornam mais inteligentes.