Os processos mais loucos da história #1

Qualquer advogado adora ouvir a palavra “processo”, afinal eles ganham uma boa grana com isso. Mas, as vezes, eles acabam exagerando e transformando a justiça em palhaçada.




Batman processa Batman

254-610x360

No sudeste da Turquia, na região da Anatólia, existe uma cidade chamada Batman. Ela tem mais de 300 mil habitantes e vive, principalmente, do petróleo, mas também possui um grande polo industrial.

Até 2008, ninguém conhecia a cidade, até que o prefeito dela resolveu processar a produção dos filmes do Batman! “Há apenas um Batman no mundo”, afirmou o prefeito. Segundo a acusação, a cidade teria sido fundada antes do herói morcego fazer sua estreia, o que lhe daria o direito ao nome.

Obviamente, a cidade Batman não conseguiu derrotar o Cavaleiro das Trevas, mas, pelo menos, colocou seu nome no mapa.




Previsão do tempo

204-610x360

Nada “melhor” do que ver a previsão do tempo, sair de casa de regata no outro dia e aquela maldita chuva despencar no final da tarde, tudo porque a mulher do tempo estava enganada.

Cansada de sofrer com isso, uma mulher israelense resolveu processar o canal local, que havia previsto Sol para um dia que choveu. Segundo a acusadora, ela perdeu um vestido caro com a chuva e ainda pegou um resfriado. O processo pedia uma indenização de mil dólares.




O café está quente demais

194-610x360

Existem duas coisas que americanos realmente amam: Bacon e processos. Lá, qualquer coisa besta é motivo para que um delicioso processo milionário seja aberto. O pior (ou melhor, depende do lado em que você está) é que, muitas vezes, as pessoas ganham esses processos e ficam ricas, como foi o caso da velhinha do McDonald’s.

Como em um outro dia qualquer, Stella Liebeck foi até seu McDonald’s de preferência e pediu um café grande. Quando sentou para tomá-lo, ela derramou um pouco em seu colo, o que lhe rendeu queimaduras de terceiro grau! Sem pensar duas vezes, ela abriu um processo contra a cadeia de restaurante e ganhou 2,9 milhões de dólares! Isso mesmo, a tiazinha queimou as pernas e por isso virou milionária.

A acusação dela firmava que o McDonald’s tinha o dever de colocar algum aviso no copo, falando que ele continha algo muito quente dentro. Aparentemente a justiça concordou com a senhora e ela trocou suas queimaduras de 3º grau por 3 milhões. Um bom negócio.

Reaja! Comente!
    Topo