Estes soldados da Primeira Guerra Mundial foram tão feridos que foram condenados ao isolamento – esta mulher mudou suas vidas

A Primeira Guerra Mundial foi uma época horrível – muitas pessoas morreram e algumas das que sobreviveram ficaram gravemente desfiguradas. Depois que os médicos fizeram tudo que podiam, os sobreviventes ficaram com diversas cicatrizes. Mas uma mulher chamada Anna Coleman Watts Ladd decidiu ajudar.

Anna Coleman Watts Ladd foi uma escultora americana que se mudou para a França com o marido em 1917. Foi lá que ela conheceu um escultor britânico chamado Francis Derwent Wood. Wood abriu um lugar chamado “Tin Noses Shop”, onde ajudaria soldados desfigurados a criar máscaras realistas para cobrir suas cicatrizes. Inspirada pelo trabalho do escultor, Ladd abriu seu próprio “Studio for Portrait-Masks” e começou a criar máscaras para soldados ela mesma.

Os trabalhos de Ladd ajudaram a mudar a vida de muitos soldados e você pode ver algumas de suas máscaras na galeria abaixo.

Mais informações: Fotos históricas raras  | Biblioteca do Congresso

Anna Coleman Watts Ladd foi uma escultora americana que ajudou soldados severamente desfigurados após a Primeira Guerra Mundial.

Estes soldados da Primeira Guerra Mundial foram tão feridos que foram condenados ao isolamento - esta mulher mudou suas vidas

Na França, ela conheceu um escultor britânico Francis Derwent Wood, que criou máscaras faciais para soldados da Primeira Guerra Mundial com cicatrizes em sua “Tin Noses Shop”

Estes soldados da Primeira Guerra Mundial foram tão feridos que foram condenados ao isolamento - esta mulher mudou suas vidas

Inspirada pelo seu trabalho, Ladd abriu o “Studio for Portrait-Masks”, onde criou máscaras cosméticas para os soldados da Primeira Guerra Mundial em necessidade.

Estes soldados da Primeira Guerra Mundial foram tão feridos que foram condenados ao isolamento - esta mulher mudou suas vidas

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.