Saiba porque usar blockchain além das criptomoedas [9 usos]

ANÚNCIO

Nos últimos anos, todo mundo que quer entender sobre porque usar blockchain no seu dia a dia – tanto da empresa como do lado pessoal – tem caído em uma mesma resposta, que vem do Carl Amorim, que é especialista na área tecnológica.

Em resumo, ele diz algo como: “o principal conselho é entender que o blockchain não é uma revolução tecnológica. Mas, sim uma revolução política, social e de modelos de negócios”.

ANÚNCIO

Agora, a gente tem que analisar o contexto todo. Carl disse isso se referendo às criptomoedas, já que quase todo mundo liga o blockchain à essas moedas digitais. “Porque você só vai ver parte do negócio e não o todo – assim, não vai entender o impacto que vai causar”.

Para finalizar essa introdução, saiba que a dica dele é que você, e todo mundo que se interesse pelo assunto, veja o blockchain como tecnologia nova que vai trazer informações em diversas áreas. A dica é começar a ler conteúdos como esse que trouxemos aqui e você lê agora.

Entendendo os termos do blockchain

Para início de conversa e para entender porque usar blockchain além das criptomoedas, saiba que o mais indicado é investir em conhecimento. Olhar pelo lado dos negócios e a partir desse entendimento interagir as várias coisas que essa tecnologia permite.

ANÚNCIO

Você pode, por exemplo, investigar como isso vai impactar o mundo ou a sua vida cotidiana. E isso mesmo que você não atue no mercado do blockchain. Sendo assim, abaixo você vai ver 2 grandes tópicos: um é sobre termos do blockchain e outro é sobre os usos dele.

Os blocos

Basicamente, a gente tem que entender que uma rede de ponto a ponto (P2P) de blockchain usa uma espécie de livro razão. Então, ele deve ser distribuído onde as transações são registradas permanentemente.

Esse livro razão atua como uma única fonte de verdade. E isso permite que os participantes visualizem somente as transações relevantes para eles – sem precisarem acessar o todo.

Por fim, saiba que todos os blocos de transação confirmados e validados são vinculados a partir do início da cadeia até o bloco mais atual. Daí vem o nome de blockchain. Mas, essa é uma parte da teoria. Abaixo, você vai ver mais da prática [no tópico sobre os usos].

As transações

Acima falamos das transações, mas o que elas são? Uma transação é uma transferência de ativo para dentro ou fora do livro razão. Por isso, qualquer coisa ali poderá ser controlada para produzir valor. E isso recebe o nome de ativo.

Seguindo essa trajetória, saiba que os ativos podem ser tangíveis ou intangíveis. Um é o carro e o outro é o financiamento, entendeu? Em resumo, o livro razão torna-se o sistema de registro para um negócio.

Ao passo que as entradas são sincronizadas com todos os livros razão que existem na rede. O consenso assegura que esses livros razão compartilhados em cópias exatas. E agora vem a chave, o ponto chave: isso é o que reduz o risco de transações fraudulentas.

As assinaturas digitais

Mais um dos termos que é preciso ser analisado tem a ver com as assinaturas digitais. Afinal, são elas que asseguram que o destinatário receba as transações sem intermediárias modificando o conteúdo das transações.

Essa parte da tecnologia já é muito usada em bancos, por exemplo. Assim sendo, elas asseguram que as transações sejam originadas de emissoras e não de impostores. Portanto, é como uma chave de segurança, sabe?

E para terminar essa lista de definições, antes de entendermos o porquê usar blockchain além das criptomoedas, falaremos justamente dessas moedas. Elas são um token criptográfico que atua como um ativo monetário. Logo, ele permite a transferência e a reserva de valor.

Os 9 casos de uso de Blockchain

Agora que entendemos um pouco mais sobre as tecnologias blockchain, já podemos considerar em quais as atividades elas são usadas nos dias de hoje – ou poderão ser usadas.

1 – Internet das Coisas

Você já ouviu falar em IoT? Na tradução é Internet das Coisas. E na prática, isso significa o gerenciamento de dispositivos. É muito usado em smartphones e quase todo mundo usa sem perceber – mesmo que seja algo revolucionário.

2 – Assistência Médica

Na área da assistência médica, a gente tem outra variação de usos, como os registros médicos eletrônicos, os bancos de vírus, o backup da área segura e até mesmo com os contratos de seguro entre médico e fornecedor.

3 – Serviço Financeiros

Agora vem a área financeira, que é uma das que mais usam os serviços e as tecnologias do blockchain. Aqui, a gente pode considerar o uso direto nas cartas de crédito, nas dívidas e obrigações corporativas, nas plataformas de comércio, na remessa de pagamento.

E até mesmo em acordos de recompra ou no mercado de câmbio.

4 – Seguros

A área de seguros também responde sobre porque usar blockchain nos dias atuais. Aqui, podemos considerar o processamento de reclamações, os seguros P2P, os títulos de propriedade e as vendas e subscrição.

5 – Governo

Até o governo tem usado isso de forma ascendente, com os processos de concorrência do governo, voto e impostos. Leia também – Saiba onde achar os 5 aplicativos do Governo mais buscados nos últimos meses.

6 – Indústria

Na indústria, podemos citar os processos de manufatura.

porque usar blockchain

7 – Varejo

E no varejo, temos os pontos de fidelidade.

8 – Vários segmentos de mercados

Entre os outros segmentos do mercado, a gente pode falar agora do gerenciamento de identidade, do mercado de confiança e também do gerenciamento de ativo de capital.

9 – Outros mercados

E para fechar, a gente também tem o uso em outros mercados, como os de jogos e o de música. Ambos têm ganhado uma ótima fatia do mercado.

Compreendendo o blockchain

Para terminar o conteúdo, saiba entender o uso do blockchain vai além de pensar apenas nas moedas virtuais, como o bitcoin. Afinal, essa é uma tecnologia que funciona exatamente como uma base de dados distribuída, que guarda o registro de transações, evitando violações. Parece complexo, mas como vimos em alguns exemplos acima é bem fácil entender.

ANÚNCIO