Por trás da música: Jeremy #15

Jeremy Wade Delle

Sabe este garoto na imagem acima? Ele nasceu em 1975, na cidade de Richardson no Texas, e seus pais resolveram chamá-lo de Jeremy, Jeremy Wade Delle. Em 8 de janeiro de 1991, por volta das 9:45 da manhã, Jeremy chegou atrasado na escola, sua professora então mandou o jovem até a direção para que este pegasse uma autorização devido ao atraso.

Ele saiu da sala e voltou com um revolver .357 Magnum, foi até a frente da classe e anunciou “Senhorita, eu peguei o que tinha ido buscar”, colocou o cano da arma na boca, e puxou o gatilho antes que a professora ou alguém de sua turma pudessem fazer alguma coisa.

357Magnum

Brian Jackson, de 16 anos, disse que estava abrindo o seu armário no corredor, quando ouviu um barulho, como o de alguém largando um livro pesado sobre a mesa. “Eu achei que estavam encenando alguma peça pra um trabalho ou coisa parecida. Mas então eu ouvi muitos gritos e uma menina loira saiu da classe chorando desesperada.”

Assustado porém curioso, Brian foi ver dentro da sala o que estava acontecendo quando viu o corpo de Jeremy no chão, sangrando. “A professora estava contra a parede, chorando e tremendo… Algumas pessoas estavam segurando ela, porque ela parecia estar quase desmaiando”.

Outro estudante, Howard Perre Felman, do 3° ano, estava numa aula de política quando ouviu o tiro. No começo os colegas fizeram piada do barulho, imaginando ser alguém aprontando alguma brincadeira. “Mas então escutamos uma menina gritar correndo pelo corredor. Era um grito de desespero, vindo do coração, emocionado.”

tumblr_llzl44whbA1qdor79o1_500

Jeremy tinha apenas 15 anos e poucos alunos conheciam ele, pois tinha entrado na escola há apenas 4 meses. Eles o descreveram como “muito tímido” e era conhecido por sempre aparentar que estava triste.

“Ele era muito quieto, e agia estranho algumas vezes, agia como se tivesse uma tristeza muito grande”
Koury Kashiem, 15 anos

“A gente ficava trocando bilhetes [na sala de suspensão], e ele falava da vida e coisas assim. Ele assinava todos os bilhetes com ‘Responda’, mas na segunda-feira, ele escreveu, ‘Até mais tarde’. Eu não sabia o que pensar daquilo. Mas nunca imaginei que isso fosse acontecer”.
Lisa Moore,16 anos

“Nunca pareceu que havia algo de errado com ele.. Ele sempre fazia piada de tudo.”
Sean Forrester, 17 anos

Jeremy era filho de Joseph R. Delle, com quem ele vivia, e de Wana Crane. O casal se divorciou em 1979. Após o ocorrido, o Sr. Delle não pôde ser achado, enquanto a Sra. Crane, através de um porta-voz, não quis comentar.

O diretor Jerry Bishop disse que Jeremy assistia às aulas esporadicamente, e que tinha se encontrado com o rapaz e seu pai para discutir o problema. A polícia disse que Jeremy havia conversado com seu pai, pedindo ajuda, mas não puderam detalhar.

Segundo a polícia, Jeremy tinha premeditado tudo, pois havia deixado um bilhete suicida com um colega de classe. Os investigadores não quiseram revelar o conteúdo do bilhete. O sargento disse que a polícia não faz a mínima ideia de como o jovem conseguiu a arma nem do porquê de ter se matado em plena sala de aula lotada. Os colegas de Jeremy que presenciaram o suicídio ficaram traumatizados e necessitaram ser recolhidos a uma outra sala para ajuda psicológica.

Após lançar a canção “Jeremy” em tributo ao garoto, Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam, falou sobre a música em uma entrevista:

“A música veio de uma pequena manchete num jornal. […] você se mata e faz o maior sacrifício que poderia fazer, sacrificando sua própria vida e seu futuro tentando assim se vingar de tudo, da própria vida, de todos… Mas tudo que se pode conseguir fazendo isso é virar uma manchete de jornal, como aconteceu com Jeremy. […] ele se matou e nada mudou, nada muda.. O mundo continua e você se foi. A melhor vingança é viver, e provar a você mesmo que você é capaz. Seja mais forte que essas pessoas. Então você pode dar as costas e ver como o mundo mudou.”

[fb]




tumblr_lxge8oEFUt1qhlfb3o1_500




Jeremy

At home, drawing pictures
Em casa, desenhando figuras

Of mountain tops, with him on top, lemon yellow sun
De topos de montanhas, com ele no topo, Sol amarelo limão

Arms raised in a “v”, and the dead lay in pools of maroon below
Braços erguidos em “v”, e os mortos estendidos em poças de cor marrom embaixo deles

Daddy didn’t give attention, to the fact, that mommy didn’t care
Papai não deu atenção, para o fato, de que a mamãe não se importava

King jeremy the wicked, ruled his world
Rei jeremy, o perverso, governou seu mundo

Jeremy spoke in class today
Jeremy falou na aula hoje

Clearly I remember, picking on the boy
Me lembro claramente, perseguindo o garoto

Seemed a harmless little fuck, but we unleashed a lion, gnashed his teeth 
Parecia uma sacanagem inofensiva, mas nós libertamos um leão, que rangeu os dentes

And bit the recess ladies breast, how could I forget? 
E na hora do intervalo quebrou a fama de maricas, como eu poderia esquecer

And he hit me with a surprise left, my jaw left hurting, dropped wide open 
E me acertou com um soco de esquerda de surpresa, meu maxilar ficou machucado, ceslocado e aberto

Just like the day, like the day I heard
Assim como no dia, no dia em que ouvi

Daddy didn’t give affection
Papai não dava carinho

And the boy was something, that mommy wouldn’t wear 
E o garoto era algo, que mamãe não vestiria

King jeremy the wicked, ruled his world
Rei jeremy, o perverso, governou seu mundo

Jeremy spoke in class today
Jeremy falou na aula hoje

Try to forget this, try to erase this, from the black board 
Tente esquecer isto, tente apagar isto, do quadro negro

Jeremy spoke in class today
Jeremy falou na aula hoje

Receba mais em seu e-mail
Topo