Por que sentimos o cheiro da chuva muito antes dela chegar?

Quem nunca sentiu aquele cheirinho molhado no ar, antes que uma grande chuva caísse? Esse fenômeno conhecido em todo o mundo, sempre foi um grande mistério para a ciência, mas agora, enfim, temos uma resposta.




Petrichor

6024586316_b2b795a708_z

Petrichor é aquele cheiro que sentimos antes da chuva chegar. Durante muitos anos, a ciência sabia que ele existia e que vinha do óleo liberado por plantas, que acaba sendo absorvido pelo solo e posteriormente gera o delicioso cheiro que todos adoram. Contudo, ninguém sabia exatamente como essas partículas se espelhavam no ar e como elas conseguiam levar o cheiro para lugares onde a chuva ainda não chegou.

Mas agora, usando câmeras de ponta, com tecnologia para gravar milhares de quadros por segundo, um fenômeno desconhecido surgiu, revelando os segredos do Petrichor.




Gotículas de gotas

gota

A pesquisa, conduzida por uma equipe de Engenheiros do MIT, que tinha como chefe Dr Youngsoo Joung, descobriu algumas coisas para lá de interessantes sobre as gotas de chuva.

As gotas agem como meteoros caindo na superfície da Terra, criando as mesmas crateras de impacto, claro que em tamanho bem menor. Isso faz com que partículas sejam jogadas na atmosfera, exatamente do mesmo jeito que ocorre com pedras espaciais:

24B7CB8400000578-0-Aerosol_generation_after_drop_impingement_on_porous_media_is_a_t-a-2_1421318875515

Essas nano-gotículas (mostradas com setinhas nas imagens acima) são as responsáveis pelo cheiro de chuva. Por serem tão pequenas, elas conseguem flutuar por muitos e muitos quilômetros, apenas usando a força dos ventos que são causados pela mesma tempestade que criaram as gotas maiores. Isso faz com que o cheiro se espalhe em uma velocidade superior à da chuva, trazendo aquela sensação maravilhosa antes de despencar água.

Além disso, os pesquisadores descobriram que chuvas fracas em locais secos geram mais gotículas. Ou seja, tempestade muito fortes são ruins para criar Petrichor, pois as gotas muito grandes e velozes, dificultando a geração das nano-gotas.

Antes que você fique pensando mal do MIT e do porque que eles gastariam tempo e dinheiro pesquisando um cheirinho gostoso, saiba que essa pesquisa tem outros objetivos. Durante muito tempo, ninguém saiba como algumas bactérias que vivem em lugares onde os óleos de plantas existem conseguiam aparecer em plena atmosfera da Terra. Por isso, além de descobrir de onde vem o cheiro da chuva, essa pesquisa também revelou coisas importantes sobre a movimentação de bactérias no planeta. Essa descoberta pode servir para ajudar a evitar doenças no futuro, pois agora entendemos como algumas bactérias perigosas conseguem andar livremente por todos os cantos.

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/por-que-sentimos-o-cheiro-da-chuva-muito-antes-dela-chegar/index.html //-->