Poltergeists: O que são? Como surgiu?

Um poltergeist, denominação que vem do alemão polter (ruído) e geist (espírito), talvez seja o evento sobrenatural mais conhecido e o mais temido também.

cloth-ghosts-phobias-1011mld107647_sq

As manifestações de poltergeist já foram registradas em muitas culturas e países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Japão, Austrália e a maior parte das nações europeias.

É tido como um espírito que persegue e atormenta as suas vítimas provocando sons altos, móveis em movimento, pequenos objetos que inexplicavelmente caem das prateleiras, e até mesmo pessoas sendo puxadas para fora das camas.

Há casos famosos que sustentam a ideia da existência de fantasmas, como o da família Lutz, em 1976, que foi atormentada por supostos espíritos durante os 27 dias que viveram em uma casa na pequena cidade de Amityville, nos Estados Unidos, e que posteriormente foi relatado nas telas do cinema como “Horror em Amityville”.

O caso é que um dos membros da família, George Lutz, afirmou que durante a noite ouvia o ruído de uma banda marcial tocando em sua sala de estar, no entanto, apenas ele conseguia ouvir. Este seria um poltergeist, já que, geralmente, ele deixa de se manifestar em poucas semanas. Diferente das assombrações, que acredita-se que podem ferir os seres humanos, o poltergeist tem como objetivo apenas mostrar e manifestar a sua força sobrenatural, e claro, assustar e amedrontar as pessoas.

Uma pesquisa feita em 2005 revelou que 37% dos americanos acreditam que existam casas mal assombradas, e quase a metade acredita em fantasmas.

Ninguém sabe ao certo o que são fantasmas; a existência destes fenômenos nunca foi comprovado pela ciência oficialmente, mas alguns acreditam que eles são os espíritos de mortos que por qualquer motivo se “perdem” no meio do caminho para o outro mundo. Outros, no entanto, pensam que se trata de almas das pessoas cujas mortes foram violentas ou prematuras.




Afinal, existem poltergeists ou não?

Os relatos de atividade de poltergeist são normalmente associados com a presença de crianças, levando muitos a acreditar que esses fantasmas buscam por atenção nas brincadeiras infantis. No entanto, às vezes esses eventos não passam de relatos inventados por crianças e adolescentes. Um caso bem conhecido de suposta atividade de poltergeist, em 1840, até levou à criação de uma religião americana.

poltergeist1

O fato aconteceu em Nova Iorque, quando um jovem vendedor ambulante foi até a casa de um casal para vender suas mercadorias. Ele foi convidado pela dona da casa, Sra. Bell, para entrar e acabou permanecendo lá por alguns dias. A empregada foi demitida, mas de repente recontratada uma semana depois. O mascate já tinha ido embora, mas muitos dos itens que ele vendia estavam agora na cozinha do casal. Demorou algum tempo até a empregada perceber que um poltergeist estava naquela cozinha, e que era na verdade o fantasma do mascate que havia sido assassinado na ausência da empregada. Folclore à parte, a existência destes supostos espíritos nunca foi comprovada de forma concreta.

Quem fez esse relato foram duas irmãs chamadas Maggie e Katie Fox, que ficaram famosas por mostrarem ao mundo a habilidade paranormal que tinham em se comunicar com os espíritos dos mortos, fato que atraiu a atenção de multidões entusiasmadas durante décadas - reforçando ainda mais a possibilidade de “invenções” em busca de fama ou dinheiro.

Anos mais tarde, entretanto, as irmãs não suportaram a pressão e admitiram a farsa, bem como o episódio do mascate morto na casa dos Bell, mas conseguiram fundar uma religião chamada Espiritualismo.

Confira alguns vídeos:

Parte mais interessante a partir dos 4 minutos:

Fonte: Jornal Ciência

Entre relatos verdadeiros ou não, será que os poltergeists existem fora do folclore e das histórias de terror? Dê sua opinião!

Receba mais em seu e-mail
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/poltergeists-que-sao-como-surgiu/index.html //-->