Entenda o passo a passo para limpar o nome sujo

Quando está negativado, o consumidor brasileiro pode ter dificuldades para fazer várias atividades, especialmente as financeiras, como cartão de crédito, cartão de loja, empréstimos e até mesmo abrir um novo negócio. Por isso, veja esse passo a passo para limpar o nome sujo.

A ideia é que você considere que esse processo pode ser muito mais simples do que imagina. Basicamente, você tem que fazer as contas de tudo o que deve. Depois, criar uma meta para pagar parcelas mensais. Então, você vai até o credor e renegocia.

Assim, você vai pagando mensalmente, com valores que cabem no seu bolso e em pouco tempo você consegue terminar com esse problema. Além do mais, há uma forma de antecipar isso: juntando dinheiro e aguardando os feirões com descontos para quitar de uma só vez.

Orçamento

A primeira coisa é você criar um orçamento financeiro. Porque se você chegou ao ponto de estar com o nome sujo por conta de muitas dívidas – e não por falhas em pagamentos, por exemplo – é porque você não tinha ou não alimentava esse orçamento.

É preciso ter tudo no papel. Mas, também pode ser em uma planilha do Excel ou até mesmo em aplicativos. O importante é ter esse orçamento, onde devem estar informações como os valores das dívidas e a divisão delas, entre cartões, cheque especial, contas, etc.

ANÚNCIO

Gastos

A próxima etapa desse passo a passo para limpar o nome sujo é você começar a cortar os gastos que não são essenciais. Aqui entram todos que não são essenciais mesmo, está bem? Então, pense em tudo o que realmente é necessário para você viver.

Algo como energia, água, alimentação e outras poucas coisas. Fora isso, tudo pode e deve ser visto como não essencial. Portanto, corte-os. Ou, ao menos, diminua o valor deles, está bem?

Renegociação

A partir disso, você vai ter uma ideia de quanto pode pagar mensalmente para quitar as dívidas. Isso porque você tem tudo anotado no orçamento e já diminuiu bastante os gastos. Então, é hora de renegociar a sua dívida com o seu credor.

Como fazer isso? Converse com as pessoas, gerentes, empresas. Se for problema com o aluguel, por exemplo, fale com os locadores e assim por diante. Especialmente os bancos, sempre há formas de ter opções melhores para você pagar os débitos.

Pausa

Outra cosia importante é saber que você também pode pausar as dívidas que tem nos bancos. Então, se for um financiamento de imóveis na Caixa, por exemplo, você pode pausar até 3 parcelas. O mesmo vale para outros casos e isso vai variar de banco para banco.

Até agora, todos os 5 maiores bancos permitem uma renegociação e uma pausa nas parcelas.

Feirões

Mais uma boa ideia desse passo a passo para limpar o nome sujo é você se lembrar que todos anos, em determinados períodos, existem os feirões com descontos para quem quer limpar o nome e se regularizar no mercado.

passo a passo para limpar o nome sujo

Nesse caso, a ideia é que você junte o máximo que pode, além de pagar as parcelas mensais. Então, quando o feirão chegar você vai conseguir quitar o débito à vista com um ótimo desconto. Muitas vezes, eles chegam a 70% ou até mesmo 90% do valor da dívida.

Troca

Mais uma boa ideia é você fazer a troca de uma dívida por outra. Inclusive, isso vai surtir efeito com certeza para você se tiver dívidas no cartão ou no cheque especial – que são opções com juros bem altos.

A alternativa pode ser a de você optar por um crédito mais barato no banco, como o crédito pessoal, o crédito com garantias ou aqueles descontados em folha de pagamento. Geralmente, eles possuem juros bem menores do que os do cartão de crédito.

Startups

Para limpar o nome, você também deve considerar fazer a troca da dívida de um grande banco para uma startup. Para quem não sabe, uma startup é uma empresa de tecnologia, que recebe aportes para funcionar. Geralmente, funciona como uma fintech, também.

O fato é que elas oferecem créditos pessoais bem mais baratos também. No entanto, nem sempre os valores são altos. Mas, se você tem uma dívida menor, de até R$ 20 mil, com certeza, vai conseguir uma opção mais bacana do que no banco grande.

Aprenda com o erro e evita as dívidas

Para terminar o artigo, saiba que nada disso fará sentido se você continuar fazendo novas dívidas após acabar com a primeira delas. Por isso, comece a estudar mais sobre finanças pessoais – o assunto é muito mais legal e dinâmico do que você poderia pensar.

A ideia não é que você não use o seu dinheiro do salário. Ao contrário, na educação financeira, a gente aprende que ele deve ser usado sim – só que de forma mais inteligente. Por exemplo, sabia que dá para ganhar dinheiro mesmo com um salário baixo?

Para isso, a receita é simples: você pega uma baixa quantidade do seu salário (entre 5% e 20%) e investe no Tesouro Direto. Depois do prazo final, você retira o dinheiro acumulado e vai ver que ganhou dinheiro porque tem o que acumulou e mais os juros.

Portanto, saiba que esse passo a passo para limpar o nome sujo realmente é eficaz. Só que mais importante do que o seguir é você aprender com o erro e virar o jogo. Se de um lado você paga juros (dívidas), de outro (investimentos) você recebe. Então, de qual lado você está?

ANÚNCIO