“Pare o mundo que eu quero descer”

Como já dizia o ilustre Raul Seixas: “Pare o mundo que eu quero descer!”

flower

Que as coisas aqui já não andam às “mil maravilhas”, todos nós já nos demos conta! Tudo tem mudado mesmo, seria hipocrisia querer que, depois de tantos acontecimentos, de tanta evolução, de tantas descobertas e vivências, tudo continuasse como antes, não seria? Mas será que esse passo que estamos dando é mesmo para frente?

“Porque eu não aguento mais noticias de corrupção, de violência, que não param de aumentar. E pensar que a poluição contaminou até as lágrimas e eu não consigo mais chorar. E ainda por cima: ter que pagar pra nascer, ter que pagar pra viver, ter que pagar pra morrer…”

A música traz a realidade em nossa mente. Que mundo estamos construindo? Qual é a diferença que estamos fazendo? Muitas vezes, ao ler uma reflexão como essa terminamos dizendo que vamos valorizar mais as coisas, lutar mais por nossos ideais, juramos que vamos respeitar mais as pessoas, amar mais, sentir mais e muitas outras coisas. Mas não demora muito para que esses pensamentos se tornem apenas devaneios.

Há alguns anos atrás, meu pai falava que temia o tempo em que teríamos que ter medo de nós mesmos. Infelizmente esse tempo chegou. Temos Mike Prysner statue-of-libertymedo uns dos outros. Havia uma época em que encontrar outro ser humano em qualquer situação era motivo para alívio, segurança, hoje, a sensação que temos é puramente de temor, de perigo. Matamos uns aos outros, mentimos uns para os outros, nos desrespeitamos.

Atualmente, temos filhos que não respeitam sequer os pais, amigos que você acha que conhece, mas que provam que você é apenas mais um, e não alguém tão relevante quanto pensava; pessoas que não respeitam o relacionamento dos outros - às vezes nem o dela mesma; homens que roubam outros homens; religiões que são menosprezadas; culturas que são sobrepostas por outras que pensam ser superiores, mas que na verdade não são…

Somos os seres vivos mais inteligentes do mundo, mas francamente, muitas vezes não parece! Pare um pouco para pensar em tudo o que temos, em tudo o que somos capazes de fazer e imagine como seria se fossemos mesmo unidos, o nosso poder seria infinitamente maior! Venceríamos doenças, catástrofes, e sabe-se lá idoso1mais o que aparecesse. Mas, até quando o assunto se trata de segurança mundial, as pessoas competem ao invés de se unirem. E quando o fazem, é por interesse!

Ultimamente, se alguém devolve um dinheiro encontrado na rua, ou se ajuda um idoso, ou faz uma doação para algumas crianças, a notícia se torna manchete em todos os jornais. É porque o acontecimento é raro, tem que ser televisionado, marcado e carimbado! “Eiii, fulano levou aquela criança que não comia a semanas para almoçar. Uuuuooooow! Fulano é demais, existe gente boa nesse mundo!” Existe mesmo, mas pena que é algo tão escasso, tão difícil de se ver… E pena que ser bom não é uma característica nossa, porque, até então, acredito que o ser humano é ruim por natureza!

Vamos acordar galera, o mundo está do jeito que está porque nós somos os comandantes dessa nave. Isso mesmo, porque quase sempre o nosso inimigo não está em alguma terra distante e não são pessoas desconhecidas, ou uma cultura que não entendemos. O inimigo, grande parte das vezes, somos nós mesmos! Somos nós quem começamos uma guerra apenas por ter fins lucrativo, é a companhia de seguros que nos nega assistência por ser lucrativo, é o médico que nos deixa morrer porque não teve o aumento salarial solicitado, é o banco que toma nossas casas por ser lucrativo, somos nós que esbanjamos tanto quando muitos não tem nada. Não sabemos, e talvez nunca saibamos dividir, somar coisas boas. Mas quando se trata de catástrofe todo mundo se une, independente da raça.

amizade

Diziam por aí - porque nem ouço mais - que as crianças eram a esperança de um mundo melhor. Sinto muito acabar com o sonho de alguns, mas as crianças que estamos criando não serão a salvação para ninguém! Até a educação está se transformando.

Não posso deixar de concordar com o cantor que me deu a inspiração para esse post: “tá tudo errado, tá tudo errado.”

Levantem da cadeira galera, porque a geração que vai salvar o mundo está aqui. Se alguma coisa pode ser feita é agora e se tem alguém habilitado para isso é você, sou eu, somos nós!

Faça a sua parte!

Me adicione no Facebook: Nandy Martins

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo