Os 5 países menos visitados do mundo

Toda nação espera atrair o maior número possível de turistas, afinal, o turismo é uma das formas mais eficazes de movimentar a economia local. No entanto, existem alguns países que não se saem muito bem nesse quesito. Abaixo estão listados os cinco países menos visitados do mundo, ranqueados com base nos dados fornecidos pela Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas (UNWTO).

5. Ilhas Salomão (26.000 visitantes anuais)

Os 5 países menos visitados do mundo

As Ilhas Salomão é um país constituído por 6 ilhas principais e mais de 900 ilhas menores espalhadas pelo Oceano Pacífico. Essa nação tem uma história turbulenta que vai desde combates ferozes durante a Segunda Guerra Mundial até intensas violências étnicas no final dos anos 90 e início dos anos 2000. No entanto, tudo agora está mais calmo e aberto ao turismo. As Ilhas Salomão oferecem uma experiência autêntica da Melanésia em meio a praias de água cristalina, manguezais exuberantes, amplas lagoas e bonitas florestas.

4. Guiné-Bissau (22.000 visitantes anuais)

Os 5 países menos visitados do mundo

Guiné-Bissau fica localizado na costa oeste da África, fazendo fronteira com Senegal e Guiné. O país ganhou a independência em 1974, depois de vários anos de confrontos contra os colonialistas portugueses. A instabilidade política que dura no país até hoje têm atrapalhado consideravelmente o seu desenvolvimento econômico e turístico. Os poucos turistas que visitam o seu território geralmente se dirigem ao Arquipélago dos Bijagós, que conta com 88 ilhas tropicais e que foi declarada uma Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1996.

3. Kiribati (6.500 visitantes anuais)

Os 5 países menos visitados do mundo

Composto por 33 ilhas, o Kiribati tem uma área total de 800 km², mas que curiosamente estão espalhadas por incríveis 3,5 milhões de quilômetros quadrados do oceano. De fato, o Kiribati é o único país do mundo a ter partes em todos os quatro hemisférios. No entanto, o fato mais curioso fica por conta de que o Kiribati possui o fuso horário mais adiantado do mundo, tornando-se um dos primeiros países a comemorar o Ano Novo, juntamente com Samoa e Tonga.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.