Os Segredos de uma granada de fogo grega de 800 d.C.

ANÚNCIO
ANÚNCIO

O fogo grego era uma arma usada pelo Império Romano do Oriente por séculos. Os militares usaram o composto combustível para destruir navios, sitiar cidades e garantir a sobrevivência de impérios. Apesar da importância do fogo grego, sua composição química foi perdida para a história …

greek fire grenadeO fogo tem sido uma das armas mais mortíferas da guerra desde os tempos antigos. Desde flechas de fogo usadas contra máquinas de cerco até napalm usadas para queimar florestas no Vietnã, o fogo tem sido um elemento quase universal de destruição ao longo da história.

Embora as misturas inflamáveis de petróleo tenham sido lançadas de catapultas e aplicadas a flechas antes, o desenvolvimento do fogo grego pelos bizantinos provou ser um avanço na guerra térmica.

Enquanto o mundo greco-romano lutava para repelir a conquista muçulmana, o fogo grego tornou-se uma arma indispensável para destruir navios de madeira. Ninguém sabe ao certo quando ou como o fogo grego surgiu, mas muitos acreditam que foi o produto combinado de químicos e estudiosos que trabalhavam em Constantinopla.

As histórias do fogo grego são variadas e exageradas. Em alguns, o composto inflama quando toca a água ou se é exposto à luz solar. O que temos certeza, no entanto, é que o fogo grego era pegajoso e poderia queimar em cima da água.

Embora o fogo grego pudesse ser usado como compostos mais antigos e jogado dentro de granadas ou vasos de cerâmica, os navios bizantinos também poderiam projetar o fogo grego como um lança-chamas de navio em navio usando foles e sifões.

O fogo se tornou uma arma tão essencial que, mantendo sua fórmula em segredo, tornou-se primordial. Segundo algumas histórias, a receita foi sussurrada ao próprio imperador Constantino por um anjo, e qualquer um que tentasse divulgá-la aos inimigos seria derrubado por um trovão sagrado.

Embora o mistério da composição do fogo grego tenha se tornado uma sensação em si, a história de seu sigilo provavelmente o tornou uma forma de propaganda ainda mais eficaz. Histórias exageradas, a capacidade do fogo de queimar na água e os barulhos altos que ele fazia durante a ignição teriam tornado as forças bizantinas ainda mais assustadoras.

greek fire

O fogo grego poderia ser realizado através de grandes sifões montados em navios, lança-chamas portáteis ou na forma de granadas. Essas granadas eram leves o suficiente para serem atiradas à mão, deixadas na estrada para serem pisadas por cavalos, ou poderiam ser arremessadas a quase 500 metros por pequenas catapultas.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys