Os maiores tesouros do mundo, mas que nunca foram descobertos

Nunca, como hoje, se falou tanto em caça ao tesouro. Um assunto que no passado já era envolvente, hoje está cada vez mais em voga. Despertando, sobretudo, mistério, cobiça e desejo. No especial de hoje, claro, um pouquinho mais a respeito, e o mais importante: o por que de despertar de tanto interesse assim, confira:

Sim, e afinal, o que nos chama tanto a atenção?

E se você é um daqueles que amam a liberdade,piratas da literatura, ou jogos de videogame (estilo Tomb Raider) na certa, vai se interessar pelo post. Com vocês, alguns dos tesouros mais interessantes do mundo. Dá só uma olhada:

1 - A cidade secreta de Paititi: E esta aqui, talvez, uma das cidades mais misteriosas, e enigmáticas do planeta. Diga-se de passagem, o lendário habitat dos Incas, tem sido alvo de estudo e pesquisa desde 1572. Aliás, nessa época,conquistadores espanhóis faziam os ”primeiros reconhecimentos”, em busca de ouro e outros materiais.

Especula-se que os nativos residentes,tenham trazido as riquezas (ouro,joias e artefatos) para solos amazônicos.A fortuna, acredite, estipulada em mais de US$10.000,000,00. Quanto a riqueza, bem, é um mistério,e Paititi um dos lugares mais debatidos até hoje.

2-A Flor do Mar: Em 1511 a carranca portuguesa conhecida como “Flor do Mar”, no Estreito de Malaca, depois de uma tempestade violenta afundou. Dentro, uma série de itens preciosos para a época. Entre os quais: copos de ouro e prata, além de vários lingotes.

É importante frisar, que o navio possuía em si, uma das tecnologias mais recentes da época, como também uma espécie de evolução dos ‘galeões’, ou seja, duas vezes maior que qualquer outro barco do período, possuindo ainda, mais de 400 toneladas ao todo.

3-A tumba de Átila: Antes da chegada do lendário líder dos hunos o mundo estava muito agitado. Átila veio para coletar durante suas expedições militares uma massa incrível de objetos de valor.Quando morto, em 453, a maioria de suas posses foram enterradas com ele. Seus pertences, colocados em três sarcófagos diferentes. Um de aço, um de prata, e um de ouro. Em cada um deles, uma quantidade absurda de moedas, joias e pedras preciosas.

4 - A Sala Âmbar: O rei prussiano Frederico I entregou a Sala de Âmbar em 1716 ao czar russo Pedro, o Grande buscando fortalecer seus elos diplomáticos. Eram painéis interiores contendo mais de 4 mil toneladas de âmbar (dinamarquesa), além de ‘ouro pão’,uma espécie de lâmina de ouro, muito fina e batida.

Notemos, que o acervo seria preservado por mais de 200 anos, e mais do que isso: somente desmantelado pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Já após 1945, um mistério: nada havia restado. Supõe-se, inclusive, que tudo tenha se perdido em Kaliningrado.

5 - O Tesouro da Família Romanov: O último dos Romanov, o Czar Nicholas II, governou a Rússia até sua caída em 1917. Como resultado da Revolução de Fevereiro teve que abdicar, e junto com toda a sua família foi preso. Um ano mais tarde, todos seriam brutalmente mortos, incluindo crianças. O que poucos sabem, é que antes de morrer, ele, Nicholas, esconderia boa parte de seus pertences em um local desconhecido.

Eram joias, diamantes, e até mesmo um ovo Fabergé, uma das peças mais caras em todo mundo.Acredita-se, ainda hoje, que somente esse ovo esteja avaliado em mais de 10 milhões de dólares. Praticamente, um troco de pão né, fala sério!

Viu só, que interessante? Não se esqueça de curtir e compartilhar o post!

Receba mais em seu e-mail
Carregar mais
Topo
<-- /home/minilua/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/os-maiores-tesouros-do-mundo-mas-que-nunca-foram-descobertos/index.html //-->