Início Curiosidades

Os fósseis mais antigos já encontrados de Homo Sapiens

Mandíbula mais antiga do homo sapiens

Os seres humanos conhecidos mais antigos encontrados anteriormente tinham 195.000 anos, mas novos restos encontrados em Marrocos datam de mais de 300.000 anos. Esses novos “homo sapiens mais antigos” recuam a linha do tempo da humanidade por mais de 100.000 anos.

Essa nova informação desafia as principais ideias sobre a origem de nossa espécie e como a humanidade se desenvolveu ao longo do tempo.

DESCOBERTA

O local original foi descoberto em 1961, quando os mineiros encontraram um crânio humano fossilizado. Os cientistas originais pensaram que o local tinha apenas 40.000 anos e pertencia aos neandertais, mas, à medida que as escavações progrediam, os cientistas finalmente encontraram locais muito mais antigos enterrados sob o original.

Na época em que o local era ocupado pelos primeiros homininos, seria uma caverna, mas a rocha coberta e muitos sedimentos foram removidos pelo trabalho no local nos anos 1960

A equipe, liderada por Jean-Jacques Hublin, do Instituto Max Planck de Antropologia Evolucionária, recuperou mais fósseis humanos e ferramentas de pedra, juntamente com novas evidências de que o local tem 300.000 anos.

DIFERENÇAS DOS HUMANOS MODERNOS

Novas técnicas de pesquisa refutaram as teorias anteriores de que os restos mortais no local eram neandertais, mas esses homo sapiens mais antigos têm algumas diferenças importantes em relação ao homem moderno.

Os crânios encontrados no local mostram que seus rostos seriam muito parecidos, mas o espaço interior do crânio significa que eles tinham cérebros de formas diferentes.

Os testes genéticos em fósseis em 2016 apoiam a nova linha do tempo humana, estimando que a divisão humana dos neandertais aconteceu cerca de 400.000 anos atrás.

Datado há 300 mil anos, esses primeiros Homo sapiens já têm um rosto moderno que se enquadra na variação de seres humanos que vivem hoje. No entanto, a impressão virtual de aparência arcaica do braincase (azul) indica que a forma do cérebro, e possivelmente a função cerebral, evoluíram dentro da linhagem Homo sapiens (Crédito da imagem: Philipp Gunz, MPI EVA Leipzig, Licença: CC-BY-SA 2.0) .

IDADE DA PEDRA

A equipe de Hublin também conseguiu recuperar as ferramentas de pedra usadas por essas pessoas na chamada Idade Média da Pedra.

A Era é definida por uma mudança de machados e martelos de pedra desajeitados e bruscos, para ferramentas de corte e modelagem mais leves e portáteis. Os cientistas ainda debatem se o homo sapiens ou os neandertais entraram nessa era pela primeira vez e se isso pode ter levado à superioridade do homem moderno.

Algumas das ferramentas de pedra da Idade da Pedra Média de Jebel Irhoud (Marrocos). Formas pontiagudas como a-i são comuns na assembléia. Também característicos são os flocos de núcleo preparados em levello (j-k) (Crédito da imagem: Mohammed Kamal, MPI EVA Leipzig, Licença: CC-BY-SA 2.0).

Eles também se perguntam quanto tempo várias espécies humanas corriam juntas. O homo naledi recentemente descoberto, por exemplo, interagiu conosco e até teve seus próprios rituais culturais – um hábito há muito considerado exclusivo do homo sapiens.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys