Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos

Estamos falando de um período que conta sobre o surgimento dos primeiros humanos na Terra. Ela fica mais ou menos no quarto milênio a.C. A escrita, por sua vez, veio dos sumérios. E para nós, foi um momento que antecedeu o uso de ferramentas feitas de pedra pelos humanos.

Agora dentro da pré-história, a gente tem três etapas, a paleolítica (Idade da Pedra Lascada), o neolítico (Idade da Pedra Polida) e a Idade dos Metais. Para ficar mais fácil, considere que todo tempo que vem antes da invenção da escrita é chamado de pré-história.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

O ser humano na pré-história

Até aqui falamos de datas e períodos. Agora, vamos ser mais práticos: como era a vida na pré-história? Basicamente, acredita-se que os seres humanos eram caçadores e coletores, por isso, também eram nômades, migrando atrás de fontes de alimentos.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

O modo de vida acontecia através de grupos pequenos e com o tempo foram aperfeiçoando ferramentas para a caça, a partir de pedras, ossos de animais e, mais tarde, metais. Se você quiser saber mais sobre essas características, procure pelo Australopithecus.

Ele é o gênero conhecido por ser o primeiro homem da pré-história. E assim a gente vai chegando ao ponto principal desse texto: a ”expressão” na pré-história. O que se sabe é que, ao menos no Brasil, há vestígios de fósseis, sambaquis (montanhas) e pinturas rupestres.

Os desenhos rupestres na pré-história

E agora o foco é total para falar dos desenhos pré-históricos mais cabulosos que já foram encontrados. Ou seja, estamos falando da arte rupestre, que nada mais era do que uma forma de se expressar através da terra colorida, do sangue e dos pelos dos animais.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

Assim, se criava a silhueta de grandes animais em paredes ou tetos escuros, como das cavernas, que serviam de abrigo naquela época. Atualmente, “desenhos rupestres” é uma expressão usada para falar das pinturas encontradas em cavernas na pré-história.

Vale saber também que as pinturas rupestres se dividem em dois tipos. A pintura, propriamente dita, que é uma composição feita com pigmentos, e a gravura, que são imagens gravadas em incisões na própria rocha. 

1 – O javali de 45 mil anos em Celebes, na Indonésia (2017)

Uma das pinturas rupestres que mais tem se falado nos últimos dias é a de um Javali Selvagem, que foi encontrado na caverna de calcário de Leang Tedongnge, na ilha de Celebes, na Indonésia. É considerada a mais antiga pintura rupestre já identificada no mundo.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

No desenho, o javali tem 36 centímetros de largura e 54 centímetros de altura, sendo que tem uma crista curta de pelos eretos e verrugas faciais, como se fossem chifres. Acredita-se que a obra de arte tenha sido feita com argila colorida por um óxido, chamada de ocre.

Há ainda o fato para duas mãos que aparecem em cima das costas do animal. Para os estudiosos, talvez seja possível encontrar resíduos de DNA nas mãos gravadas na parede para saber novos conhecimentos sobre os humanos que viveram naquela época.

2 – O “zoológico” na Caverna de Chauvet, na França (1994)

Imagine só o ano de 1994, quando toda área de pesquisadores era ainda subdividida e amadora. Pois é, foi nesse ano que um dos maiores acervos do mundo da pintura rupestre foi encontrado, lá na Caverna de Chauvet, no Sul da França, no Vallon-Pont-dArc.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

Acredita-se que as obras sejam de um período que fica entre 30 mil e 40 mil anos e para aquele ano, essa era a pintura mais antiga já encontrada. Entre as 425 figuras de animais, haviam 65 rinocerontes, 74 leões e 66 mamutes.

O que chamou a atenção na época foi o fato de que as representações pitorescas usavam técnicas bastante modernas de desenho, como o sombreamento das imagens, a raspagem das paredes antes de pintá-las e até mesmo o esfumaçamento das cores.

3 – Os bisões da gruta de Altamira, Espanha (1879)

Assim como a descoberta no Sul da França foi por acaso, na Espanha também tivemos um caso parecido. Só que isso foi bem antes, lá em 1879. Enquanto procurava peças da pré-história junto com a filha, um pesquisador viu o teto da gruta repleto de animais.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

Estamos falando de Altamira, um munícipio de Santillana del Mar, que fica na Espanha. A gruta foi considerada o primeiro lugar no mundo que foi encontrado e tinha a arte rupestre. Estima-se que a data dos desenhos é do período paleolítico.

E o mais cabuloso de tudo isso é que entre as imagens tinham muitas que eram fáceis de serem identificadas, como bisões, cavalos, veados, mãos. Por outro lado, haviam símbolos que até hoje não se tem conhecimento. É possível que sejam obras de 35 mil anos atrás.

4 – As marcas de mãos em El Castillo, Espanha (1903)

Essa chegou a ser a arte rupestre mais antiga já encontrada. Isso porque acredita-se que tenha sido feita há cerca de 40 mil anos – bem próximo do javali que falamos no tópico 1. O fato é que ela fica em uma parede em El Castillo, no Norte da Espanha.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

O que temos é um conjunto de mãos ou marcas de mãos. No mesmo lugar, também foram encontradas em esferas vermelhas exemplos da arte rupestre milenar, porém, se saber ao certo o que significam aqueles símbolos e traços.

A caverna faz parte de um conjunto de grutas que fica perto de Santander. Em 1903, ela foi descoberta e dentro dela já se via todos os estudos que poderiam sair dali. Até hoje já foram encontrados 184 desenhos, entre animais, marcas de mãos e signos.

5 – O Babirusa na ilha Sulawesi, Indonésia (1950)

Aqui entra um fato que é praticamente histórico e vai surpreender você. Antes, achavam que somente na Europa haviam humanos no começo da vida. Porém, essa foi uma descoberta que provou que já haviam “povoações” na Ásia também.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

Assim como o javali, a arte foi encontrada na Indonésia, mas mais especificamente nas cavernas da ilha Sulawesi. Acredita-se que as obras remontam 40 mil anos e seja tão antiga como as que foram encontradas na Europa.

A obra de destaque é um Babirusa, que é um tipo de porco selvagem asiático, muito parecido com um javali.

6 – Os símbolos da caverna de El Castillo, na Espanha (-)

Ao todo, são 32 traços que se repetem durante as cavernas na Europa. Em registros fotográficos dá para notar zigue-zague, pontos, triângulos, cruzes e outras geometrias. O fato é que nenhum deles é citado em grandes pesquisas por não ter uma “conclusão”.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

O curioso é que se acredita que esses traços sejam mais antigos do que o javali que citamos lá no tópico 1. Isso porque são obras e símbolos que devem vir da Idade da Pedra Lascada, o que indica mais de 2 milhões de anos, que também era chamada de Era do Gelo.

Portillo é um município espanhol e também tem cavernas com imagens bem antigas. Só que quando se fala em Espanha, sem dúvidas, Castillo é mais lembrada porque tem um conjunto de imagens muito rico.

7 – As pinturas da Idade do Gelo na Amazônia da Colômbia (2020)

Esse estudo é bem mais recente e mostra cenas de danças, caça e comida, além dos animais. Eles ficam em quilômetros de rochas na selva a 400 quilômetros da capital do país. Os estudiosos dizem que a arte é de 12.500 anos.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

Nesse caso, a grande curiosidade é que o lugar estava sobre o controle dos rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), o que se torna inacessível aos estudiosos. Porém, a partir de 2016, eles puderam entrar lá após o assinado com o governo.

Outro dos pontos curiosos é que os novos achados se assemelham com a arte rupestre encontrada no Parque Nacional Chiribiquete, que fica próximo dali. 

Quais são as artes rupestres mais antigas

Até aqui, ao que tudo indica, as artes rupestres mais antigas que já foram descobertas são da região asiática, sendo Austrália e Indonésia. Na Austrália, por exemplo, escavações descobriram a presença de humanos há pelo menos 65 mil anos.

Os desenhos pré-históricos mais cabulosos de todos os tempos
Foto: (reprodução/internet)

Já na Indonésia, como falamos aqui, a arte rupestre deve ter começado há 20 mil anos antes, acreditam os estudiosos. Por isso, eles não vão parar de procurar as obras tão cedo. Veja o que disse um deles: “isso mostra quantas obras de arte ainda estão esperando ser encontradas”. 

Os animais pré-históricos que ainda existem nos dias de hoje

E para fechar o texto, a gente tem mais um tópico que vai ser cabuloso. Você sabia que existem animais que vem desde a pré-história e ainda existem? É raridade, mas acontece e você vai descobrir ao menos alguns nomes deles, veja só. Por exemplo, o crocodilo é parente dos dinossauros, sabia? E existem há cerca de 230 milhões de anos.

O dragão-de-komodo ou crocodilo-da-terra é a maior espécie de lagarto do mundo e fica na Indonésia. Ele existe há mais de 4 milhões de anos. A barata é um inseto de mais de 320 milhões de anos. O escorpião existe há mais de 400 milhões de anos e a tartaruga bem de 110 milhões de anos atrás.