Início Curiosidades

Os alienígenas em 1.000 estrelas próximas podem estar nos observando, dizem os cientistas

É uma das maiores questões sem resposta da ciência – existem alienígenas em outros planetas?

Agora, os cientistas afirmam que, se houver alienígenas lá fora, eles já podem estar nos observando.

Pesquisadores da Universidade Cornell dizem que alguns exoplanetas podem ter uma linha de visão direta para observar a vida na Terra.

Ponto azul pálido

A equipe identificou 1.004 estrelas com a Terra em sua linha de visão, que podem conter planetas semelhantes à Terra habitáveis.

A Dra. Lisa Kaltenegger, co-autora do estudo, disse: “Vamos reverter o ponto de vista para o de outras estrelas e perguntar de que ponto de vista outros observadores poderiam encontrar a Terra como um planeta em trânsito.”

“Se os observadores estivessem procurando, eles seriam capazes de ver sinais de uma biosfera na atmosfera do nosso Ponto Azul Pálido. E podemos até ver algumas dessas estrelas mais brilhantes em nosso céu noturno sem binóculos ou telescópios.”

No estudo, a equipe usou dados do Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) da NASA para avaliar quais estrelas poderiam ter a Terra em sua linha de visão.

Foto: (reprodução/internet)

Fração pequena de exoplanetas estará alinhada

Joshua Pepper, co-autor do estudo, disse: “Apenas uma fração muito pequena de exoplanetas estará alinhada aleatoriamente com nossa linha de visão para que possamos vê-los em trânsito.”

Mas todas as mil estrelas que identificamos em nosso artigo na vizinhança solar puderam ver nossa Terra transitar pelo sol, chamando sua atenção.”

Leia também: Os alienígenas podem estar vivendo em Vênus enquanto os cientistas encontram sinais de vida no planeta

“Se encontrarmos um planeta com uma biosfera vibrante, ficaríamos curiosos para saber se alguém está ou não olhando para nós também”, disse Kaltenegger.

“Se estamos procurando por vida inteligente no universo, isso pode nos encontrar e pode querer entrar em contato”, disse ela, “acabamos de criar o mapa estelar de onde devemos olhar primeiro.”

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror