Minilua

A origem de famosas superstições #1

Muitos seres humanos possuem manias e superstições baseadas em crendices populares. Porém, mesmo os fiéis seguidores dessas crenças normalmente não fazem a mínima ideia de onde surgiram suas superstições:

O número 13

Triscaidecafobia, esse é o nome oficial da fobia ao número 13. Esse número, que é considerado como sendo um portador de azar incrivelmente forte, está marcado como ruim em diversas culturas no mundo inteiro. A origem dessa ideia é meio nebulosa, mas existem várias teorias para explicá-la:

A última ceia: na última ceia de Jesus, existiam 13 pessoas à mesa. Por isso, a superstição diz que o problema da traição de Judas pode ter a ver com o maldito número.

Os Templários: na famosa noite do dia 13 de outubro de 1307, o Rei Philip IV da França ordenou o extermínio dos Templários. A noite de mortes e traição ficou marcada na história e deu origem a lenda obscura em volta da sexta-feira 13 e também ajudou na fama do tal número.

Lua cheia: alguns anos possuem 12 luas cheias, outros possuem 13. Em um século, na média, 67 anos possuem apenas 12 luas cheias e os demais contam com 13. Quando isso ocorria no passado, os monges responsáveis por organizar o calendário tinham sérios problemas, por causa da lua cheia extra, e isso fazia com que eles achassem esses anos piores, criando a impressão de que o 13 dá azar.

Passar embaixo da escada

Muitas pessoas evitam passar embaixo de uma escada, mas a grandíssima maioria nem imagina porque essa superstição existe e de onde ela vem. A verdade é que ela surgiu há 5 mil anos no Egito e faz referência a religião desse povo. Os egípcios acreditavam em uma trindade de deuses, por isso, eles adoravam o triângulo, como bem podemos ver nas pirâmides.

Como uma escada encostada na parede forma claramente um triângulo, os egípcios acreditavam que passar embaixo dela cria uma perturbação para os deuses, o que dá azar.

Chifres com a mão

Muito conhecido como um dos símbolos do Rock’n’Roll, principalmente representando o Heavy Metal, fazer o chifre com as mãos é considerado por muitos, principalmente pelos mais religiosos, como sendo um símbolo do Diabo, que traz mau agouro. Esse símbolo surgiu na Índia e servia como simbologia para a expulsão de demônios. O chifre era usado por Gautama Buddha na luta com seres malvados de outro mundo, por lá, esse símbolo é conhecido como Mudra.

Cruzar os dedos

Muitas pessoas cruzam os dedos quando estão desejando alguma coisa, mas ninguém sabe o porquê disso. Esse gesto tem origem nos primeiros anos de existência do Cristianismo. Naquela época, os cristãos eram perseguidos e costumavam utilizar esse símbolo para se identificarem no meio dos outros.

<-- /home/edenilson/web/minilua.com/public_html/wp-content/cache/static/https/minilua.com/origem-famosas-supersticoes/amp/index.html //-->