Orgasmos ajudam a previnir doenças físicas e mentais

ng1594069

Em entrevista a BBC, Magdalena Salamanca, psicanalista especializada em sexo da Espanha, afirmou que a “ausência do prazer sexual pode provocar doenças e transtornos mentais”.

"É importante porque o orgasmo é a satisfação de um dos instintos mais importantes do ser humano, que é o sexual", disse Salamanca, destacando que muitos problemas de âmbito social e profissional, como a ansiedade, estão diretamente ligados à “insatisfação sexual”.

O orgasmo ativa no corpo cerca de 80 regiões do cérebro, além disso fisiologicamente “descarrega as tensões” que a pessoa acumula por longos períodos.

Percebeu-se também, através de ressonância magnética, que durante o orgasmo, o cérebro fica totalmente amarelo, indicando que ele está quase totalmente ativo.

"Há outros benefícios porque todo esse sangue oxigenado que flui pelo corpo chega aos microssensores da pele e vai para todos os órgãos", diz a psicóloga Ana Luna.

Um estudo realizado na Universidade Rutgers comprovou que “como a atividade cerebral iniciada pelo orgasmo se propaga por todo o sistema límbico, ele está diretamente relacionado às emoções e à personalidade”.

"Quando você não tem orgasmo toda essa energia fica represada", explica Luna, acrescentando que “muitas vezes a ausência do prazer sexual torna a pessoa irritadiça, triste, rabugenta e até mesmo com dificuldades para sorrir”.

Adaptado de jeckmalucai

Receba mais em seu e-mail
Topo