Óleos de cozinha saudáveis, existe algum melhor?

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Você tem muitas opções quando se trata de selecionar gorduras e óleos para cozinhar. Mas não é apenas uma questão de escolher óleos saudáveis, mas também se eles permanecem saudáveis depois de cozidos. Quando estiver cozinhando em fogo alto, você deve usar óleos que sejam estáveis ​​e não oxidem ou fiquem rançosos com facilidade.

Quando os óleos sofrem oxidação, eles reagem com o oxigênio para formar radicais livres e compostos nocivos que você definitivamente não quer consumir. O fator mais importante na determinação da resistência de um óleo à oxidação e rancidificação, tanto em alta como em baixa temperatura, é o grau relativo de saturação dos ácidos graxos nele contidos.

Óleos de cozinha saudáveis, existe algum melhor?

As gorduras saturadas têm apenas ligações únicas nas moléculas de ácidos graxos, as gorduras monoinsaturadas têm uma ligação dupla e as gorduras poli-insaturadas possuem duas ou mais. São essas ligações duplas que são quimicamente reativas e sensíveis ao calor. Gorduras saturadas e gorduras monoinsaturadas são bastante resistentes ao aquecimento, mas os óleos com alto teor de gorduras poli-insaturadas devem ser evitados para cozinhar.

Quando se trata de cozinhar em alta temperatura, o óleo de coco é sua melhor escolha. Mais de 90% dos ácidos graxos estão saturados, o que o torna muito resistente ao calor. Este óleo é semi-sólido à temperatura ambiente e pode durar meses e anos sem ficar rançoso. O óleo de coco também traz poderosos benefícios à saúde.

Óleos de cozinha saudáveis, existe algum melhor?

É particularmente rico em um ácido graxo chamado ácido láurico, que pode melhorar o colesterol e ajudar a matar bactérias e outros patógenos. As gorduras do óleo de coco também podem aumentar um pouco o metabolismo e aumentar a sensação de saciedade em comparação com outras gorduras. É o único óleo de cozinha que chegou à lista de superalimentos.

Clique em “Próximo” para ler o restante do conteúdo da postagem.