Início Bizarro

O parque temático da Lituânia lhe dá uma experiência da era soviética

Se você já quis dar uma volta no frio enquanto gritava em russo, poderia ser o local de férias perfeito.

Situado em um bunker da era soviética, 1984: os visitantes da Survival Experience são tratados como se fossem cidadãos lituanos sob o controle das forças armadas comunistas da Rússia.

A dramatização começa com a colocação de jaquetas pesadas e úmidas. Um pastor alemão e um ex-oficial da KGB latem quando você entra no seu novo paraíso soviético.

Sim, ex-KGB. Acredite ou não, todos os atores das atrações estavam no exército soviético. Alguns até interrogadores treinados em táticas psicológicas.

Isso fica real.

Quando você entra no bunker, a propaganda é reproduzida incessantemente nos alto-falantes. Espera-se que qualquer pergunta seja respondida com um “da” manso.

De acordo com os administradores do parque, é comum as pessoas desmaiarem durante a experiência e até cinco pessoas desmaiarem durante um único passeio. Você deve assinar uma renúncia de saúde e segurança para participar, e algumas coisas bem loucas acontecem a 6 metros de profundidade, com ex-oficiais revivendo seus dias como oficiais.

Um convidado conta um ator que mergulha um pano em álcool, acende o fogo, deixa cair o pano em uma jarra e pressiona-o contra a pele. Aparentemente, essa era uma prática comum para “extrair doenças” durante a ocupação.

Antes do lançamento, os visitantes são tratados com uma refeição de mingau e recebem uma dose de vodka (pelo custo da entrada e pela crescente ansiedade, a garrafa pode ser mais apreciada).

Embora não haja nada divertido sobre o genocídio em massa perpetrado pela invasão das forças soviéticas na Lituânia pós-guerra, a experiência do Bunker soviético não é a única atração no país que serve como um lembrete da brutal ocupação do país.

Se a experiência completa da vítima for demais, o Grūtas Park terá uma abordagem mais de autoatendimento. Construído por um rico negociante de cogumelos, o parque contém centenas de estátuas e artefatos soviéticos. Conhecido por muitos como o Mundo de Stalin, o parque tem sido altamente controverso desde que foi construído em 2001.

As pessoas são livres para passear no parque, inspecionando monumentos aos heróis soviéticos. Monólitos de pedra representando Lenin e Stalin cercam um restaurante, zoológico, carrossel e loja de presentes. O restaurante serve pratos típicos de uma lanchonete de estilo comunista – um dos favoritos é conservar peixe e cebola.

Muitos se ofendem com a existência do parque, mas outros acham que não há maior insulto aos líderes comunistas do que lucrar com seu legado.

Em vez disso, prestar homenagem a uma figura menos controversa? A Lituânia também abriga um monumento de Frank Zappa, embora o famoso músico não fosse lituano e nunca tenha visitado o país!

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys