O número de natimortos dobrou durante a primeira onda da Covid-19, com as mulheres ‘adiando’ a busca por atendimento

Os investigadores de saúde lançaram uma revisão sobre um aumento potencial no número de natimortos durante a primeira onda da pandemia.

O Healthcare Safety Investigation Branch (HSIB) está investigando 40 natimortos que ocorreram entre Abril e Junho deste ano.

Durante o mesmo período do ano passado, o órgão de investigação de segurança do paciente investigou 24 natimortos, relatou o HSJ.

Redução de grávidas nas emergências

Os investigadores disseram ao HSJ que uma “revisão temática” foi lançada sobre os natimortos em toda a Inglaterra durante este período.

Obstetras renomados expressaram preocupação com a redução do número de mulheres grávidas que buscavam atendimento de emergência durante o início da pandemia.

Eles disseram que isso sugere que as mulheres podem ter “adiado” a procura de atendimento.

O número de natimortos dobrou durante a primeira onda da Covid-19, com as mulheres 'adiando' a busca por atendimento
Foto: (reprodução/internet)

Eles também pediram que a equipe da maternidade não fosse transferida para outras partes do serviço de saúde quando a segunda onda da pandemia se instalasse.

Sandy Lewis, diretora associada de investigações de maternidade no HSIB, disse ao HSJ: “O que observamos durante o período inicial de Covid foi que vimos aproximadamente o dobro de natimortos intraparto em comparação com o mesmo período do ano passado.”

“Todas essas investigações estão em andamento e estão sendo concluídas. Precisamos analisá-las em sua totalidade para entender alguns dos temas.”

Análise da busca das mulhres por atendimento está sendo feita

Louise Page, diretora clínica do HSIB, disse ao HSJ que a revisão foi lançada “porque observamos que os números aumentaram”.

O HSJ relatou que o HSIB investigou 73 natimortos intraparto entre 1º de Abril de 2020 e 30 de Setembro de 2020 e 101 natimortos intraparto ao longo de 2019-20 – que foi o primeiro ano completo de investigações de maternidade do HSIB em toda a Inglaterra.

O número de natimortos dobrou durante a primeira onda da Covid-19, com as mulheres 'adiando' a busca por atendimento
Foto: (reprodução/internet)

O Dr. Page acrescentou: “Uma das grandes preocupações em todo o sistema de saúde é se houve consequências não intencionais de algumas das mudanças que ocorreram em Março e Abril, especialmente com relação ao bloqueio nos comportamentos de busca de saúde.”

“Agora estamos analisando se as mulheres buscavam atendimento médico de maneiras diferentes durante aquele tempo, o impacto do bloqueio, o impacto no início da pandemia da incerteza sobre se as mulheres grávidas corriam mais riscos da mesma forma que sabemos que eles estavam com a gripe H1N1.”

O Royal College of Obstetricians and Gynecologists (RCOG) disse que os dados nacionais que comparam o número de natimortos antes e depois da pandemia ainda não foram publicados.

Mas a maioria das unidades obstétricas relatou uma redução das apresentações de emergência durante a fase inicial da pandemia, acrescentou.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror