O gigante irlandês e um caçador chamado Hunter

ANÚNCIO

Nascido em 1761, Charles Byrne chegaria a sete pés e sete polegadas de altura. O mundo em geral o conhecia como o gigante irlandês.

De uma vila remota na Irlanda, a família de Byrne não era particularmente alta. Enquanto o filho continuava a crescer, eles passaram a explicar que sua grande altura se devia à sua concepção no topo de um palheiro.

ANÚNCIO

Destinado a ver o mundo (e o mundo para vê-lo), ele partiu para a Escócia quando adolescente, onde se tornou uma celebridade instantânea. Os vigias, em particular, ficaram perplexos quando ele acendeu o cachimbo das lâmpadas de gás da cidade sem esforço.

The Irish Giant and a Hunter Named Hunter

Enquanto caminhava para a Inglaterra, seu sucesso dobrou e ele foi pago para comparecer em hotéis e no Piccadilly Circus.

ANÚNCIO

Os jornais o amavam, ele não era apenas uma curiosidade humana, mas possuía um carisma que outros artistas não tinham. Em 1782, ele até inspirou um show de sucesso.

Charles Byrne the Irish Giant

TRANSTORNO E MORTE

A reivindicação de Byrne à fama também levaria à sua morte. A causa real de sua altura imponente não era um palheiro, mas um tumor na glândula pituitária.

Byrne ganhava a vida decentemente como um espetáculo à parte, mas ele carregava toda sua riqueza com ele. Quem roubaria do gigante de quase 3 metros?

Depois de uma noite bebendo no pub Black Horse, um batedor de carteiras conseguiu fugir com todas as notas de Byrne. Sua pobreza, juntamente com uma crise de saúde, matou o gigante aos 22 anos.

MEDO DE RESSURREIÇÃO

Ele viveu em uma era de agentes funerários que trabalhavam com equipes de pesquisa médica clandestinas que ofereciam um dólar alto por cadáveres humanos. Em salas silenciosas e becos, eles eram chamados de “ressurrecionistas”.

irish giant newspaper

Para o leigo, esses médicos e futuros cientistas não passavam de necromantes que pegavam cadáveres da época, e o Gigante Irlandês sabia que estaria atrás dos segredos de seu corpo.

Ele também sabia quem provavelmente acabaria com seus restos mortais: John Hunter.

john hunter
Para impedir que seu corpo caísse nas mãos do renomado cirurgião e coletor de espécimes, John Hunter, Byrne fez seus amigos prometerem que ele seria enterrado no mar, longe das mãos de cadáveres que roubavam médicos.

Eles pensaram que estavam de acordo com os desejos do Gigante, mas foram enganados.

HUNTER CAÇA O GIGANTE IRLANDÊS

Hunter queria o corpo do gigante irlandês. Pouco havia lhe atrapalhado antes. Pagar agentes funerários ou ladrões de túmulos não passava de um inconveniente, mas como ele pescaria Charles Byrne do fundo do Canal da Mancha?

Hunter fez o embalsamador de Byrne arrebatar o corpo antes de ser selado em um caixão forrado de chumbo destinado ao mar.

Os amigos de Charles Byrne deixaram um caixão no mar, mas esse caixão estava vazio.

ESTUDO SECRETO

Hunter manteve em segredo a posse do corpo do gigante irlandês por um ano. Ele a estudou nos limites secretos de sua residência, removendo a carne e retendo seu esqueleto.

Irish giant hunterian museum

O esqueleto acabaria na Coleção Hunterian, a exibição central do museu em homenagem ao cirurgião do século XVIII.

Embora exista muito conhecimento que John Hunter foi capaz de acrescentar à comunidade médica através de seus muitos estudos, muitos mais pensam que o gigante irlandês ainda merece o enterro que pediu.

Apesar dos protestos e do aumento da opinião pública, o Royal College of Surgeons (que possui oficialmente o museu e os restos contidos nele) decidiu repetidamente manter sua peça central no museu.

Até hoje, o gigante irlandês permanece no santuário de seu captor.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys

ANÚNCIO