O bizarro homem que comeu um avião

ANÚNCIO
ANÚNCIO

O mundo pode ser injusto às vezes.

Todos temos nossos talentos, mas alguns simplesmente não são celebrados tanto quanto merecem.

Atores, atletas e escritores de classe mundial são considerados heróis, mas e Michel Lotito?

Ele é um avião!

A LENDA DO MONSIEUR MANGETOUT COMEÇA

Antes de chegarmos ao feito incrível, você provavelmente precisará de um pouco de contexto agora.

Então prepare-se para a história da vida extraordinária de Lotito.

Ele nasceu em Grenoble, França, em 1950.

Desde os nove anos de idade, desenvolveu uma tolerância incomum para – e gosta de – comer objetos perigosos como vidro e metal, que geralmente são indigestos.

Segundo a lenda, esse primeiro ataque de comida incomum aconteceu quando um copo que o jovem Lotito estava bebendo quebrou e ele começou a mastigar os fragmentos.

Por que esse tipo de coisa foi incentivado, ninguém pode realmente dizer, mas o jovem logo foi examinado e testado por médicos e gastroenterologistas.

Eles determinaram que sua habilidade era única, atribuindo-a a uma condição rara.

Isso deu a Michel um gosto por itens incomuns e não nutritivos.

A BIOLOGIA IMPOSSÍVEL DE LOTITO

Felizmente para ele, os médicos logo determinaram que ele tinha um sistema digestivo incrivelmente resistente, com um revestimento estomacal e intestino super grossos.

Como resultado, ele poderia “com segurança” consumir praticamente qualquer coisa.

E assim uma carreira incrível como Monsieur Mangetout (Sr. Eat-all) começou.

O artista francês pode ter sido capaz de comer uma variedade impossível de itens, mas ainda precisava tomar muito cuidado.

Sua técnica girava em torno da redução de objetos de metal em pedaços menores, facilitando o manuseio do corpo, mantendo a garganta lubrificada com óleo mineral.

Dessa maneira, ele comia regularmente dois quilos de metal todos os dias!

O bizarro homem que comeu um avião

Ao longo da carreira de Monsieur Mangetout, sua dieta incluiu 18 bicicletas, sete aparelhos de TV, duas camas, 15 carrinhos de supermercado, um computador, um caixão (alças e tudo), um par de esquis e seis lustres.

Isso é bastante impressionante para os padrões de qualquer pessoa, mas o ponto alto de sua carreira no entretenimento foi quando ele comeu um avião inteiro.

Está certo.

Em 1978, ele comeu um avião Cessna 150 inteiro.

Ou seja, ele começou a comê-lo em 1978, porque foi um processo trabalhoso, peça por peça, que levou dois anos.

Finalmente, em 1980, ele emergiu da batalha épica do homem contra a máquina voadora vitoriosa.

UM LEGADO MAIS INCOMUM

Lotito faleceu de causas naturais em 2007, aos 57 anos.

Deixou para trás um legado incrível como homem com uma das dietas mais incomuns já registradas.

A  condição dele é classificada como uma condição bastante perigosa, considerando que alguns dos objetos que as pessoas com essa condição consomem podem ter componentes tóxicos (ou seja, chumbo) ou prejudicar seu interior.

Lotito pode ter sido efetivamente imune a isso, mas sua curiosa biologia trouxe um problema incomum: ele lutava para comer alimentos macios como bananas!

Pensa-se que este era um efeito colateral de seus ácidos estomacais incomumente potentes.

Hoje, é difícil dar respostas definitivas, mas uma coisa é certa: o mundo nunca esquecerá o homem que comeu um avião.

Traduzido e adaptado por equipe Minilua
Fonte: Ripleys