Início Curiosidades

NASA tira fotos psicodélicas e deslumbrantes de ciclones em Júpiter

À primeira vista, para esta imagem, você seria perdoado por confundi-la com uma pintura abstrata.

Mas a imagem é muito real e mostra ciclones em espiral no pólo norte do planeta Júpiter.

A foto psicodélica foi tirada pela NASA Juno nave espacial, que atualmente está na órbita de Júpiter.

Ciclone enorme e persistente

A NASA explicou: “Ciclones no pólo norte de Júpiter aparecem como redemoinhos de cores marcantes nesta representação de cores extremamente falsas de uma imagem da missão Juno da NASA.”

O enorme e persistente ciclone encontrado no pólo norte de Júpiter é visível no centro da imagem, rodeado por ciclones menores que variam em tamanho de 2.500 a 2.900 milhas (4.000 a 4.600 quilômetros). Juntos, esse padrão de tempestades cobre uma área que tornaria a Terra pequena.”

Foto: (reprodução/internet)

A foto foi criada combinando várias imagens individuais tiradas por Juno de Fevereiro a Julho deste ano.

A NASA acrescentou: “As opções de cores nesta imagem revelam a beleza de Júpiter e os detalhes sutis presentes na estrutura dinâmica de nuvens de Júpiter.”

“Cada nova observação que Juno fornece da atmosfera de Júpiter complementa as simulações de computador e ajuda a refinar ainda mais nossa compreensão de como as tempestades evoluem ao longo do tempo.”

Juno da NASA está orbitando Júpiter desde 2016, após uma viagem de cinco anos da Terra.

Nave quer revelar a formação de Júpiter

O objetivo principal da espaçonave é revelar a história da formação e evolução de Júpiter.

A NASA explicou: “Usando tecnologias comprovadas em uma espaçonave giratória colocada em uma órbita polar elíptica, Juno observará a gravidade de Júpiter e os campos magnéticos, a dinâmica e composição atmosférica e a evolução.”

No entanto, a NASA agora também está usando seu Telescópio Espacial James Webb para examinar a atmosfera na região polar de Júpiter.

Ele explicava: “Os dados da NASAWebb fornecerão muito mais detalhes do que foi possível em observações anteriores, medindo ventos, partículas de nuvem, composição do gás e temperatura.”

Traduzido e adaptado por equipe Minilua

Fonte: Mirror